Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Polo e Virtus atingem 200 mil unidades produzidas
Polo e Virtus são montados no ABC paulista sobre a plataforma modular MQB

Indústria | 26/04/2019 | 15h41

Polo e Virtus atingem 200 mil unidades produzidas

Volkswagen investiu R$ 2,6 bi em São Bernardo do Campo para montar o hatch e o sedã

REDAÇÃO AB

O novo Volkswagen Polo e o sedã Virtus atingiram 200 mil unidades produzidas em São Bernardo do Campo (SP). O carro que alcançou a marca foi um Polo Beats 200TSI. A fabricação desses modelos no ABC paulista resultou de um investimento de R$ 2,6 bilhões para a produção de carros sobre a plataforma modular MQB na unidade. O primeiro a ser lançado foi o hatch, em setembro de 2017. O Virtus surgiu em janeiro de 2018.

Os dois carros deram início a uma sequência de 20 lançamentos que vai até 2020. Destes, 12 já estão no mercado. Do total de 200 mil carros o Polo respondeu por 131,4 mil unidades fabricadas. Ele teve no acumulado do ano entre 1º janeiro e 25 de abril 19,5 mil unidades emplacadas e ocupa a nona colocação entre os automóveis mais vendidos no País. É o segundo VW mais vendido no Brasil (atrás do Gol) e também o segundo mais exportado.

No mesmo período (1º de janeiro a 25 de abril) o Virtus teve 12,6 mil licenciamentos e está na 19ª colocação no ranking geral. O Polo é produzido nas versões 1.0, 1.6 MSI, Comfortline 200TSI e Highline 200TSI. Obteve nota máxima em segurança pelo Latin NCap, com cinco estrelas tanto para a proteção de ocupante adulto como infantil.

O Virtus também conquistou cinco estrelas na avaliação. Ele é produzido nas versões 1.6 MSI, Comfortline 200TSI e Highline 200TSI.





Tags: Volkswagen, Polo, Virtus, plataforma MQB, Gol.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência