Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Toyota muda comando na América Latina
Com estilo expansivo e animado, St. Angelo comandou a bem-sucedida criação da divisão América Latina da Toyota

Carreira | 07/03/2019 | 17h21

Toyota muda comando na América Latina

Steve St. Angelo, que criou a divisão em 2013, vai se aposentar e será substituído por Masahiro Inoue

PEDRO KUTNEY, AB

Steve St. Angelo vai deixar o comando da Toyota América Latina e Caribe (TLAC, na sigla em inglês), divisão que foi criada em 2013 junto com sua nomeação para o cargo de CEO da região que engloba 40 países e operações industriais no Brasil, na Argentina e Venezuela. Segundo comunicado divulgado na quinta-feira, 7, a companhia, St. Angelo vai se aposentar e será substituído a partir de 1º de abril pelo seu vice, o japonês Masahiro Inoue, que exercia a função de vice-chefe executivo responsável pela área latino-americana da empresa, mas até agora ficava sediado na matriz da Toyota no Japão.

Cidadão americano de 63 anos, recentemente St. Angelo admitiu que já esperava a não renovação de seu contrato, devido à sua idade e tempo de função, numa empresa em que a maioria dos executivos se aposenta aos 60. Ele encerra assim sua bem-sucedida carreira de pouco mais de quase 14 anos na corporação japonesa. Engenheiro de computação e manufatura, ele começou a trajetória profissional na General Motors, onde trabalhou por cerca de 20 anos, e em 2005 ingressou na Toyota North America, contratado como vice-presidente executivo da planta da montadora em Kentucky, nos Estados Unidos. St. Angelo atuou em vários cargos executivos dentro da divisão norte-americana de manufatura e engenharia da Toyota, até ser nomeado CEO da TLAC, em março de 2013.

AVANÇOS E RESULTADOS RECORDES



Em uma empresa predominantemente comandada por executivos japoneses e decisões centralizadas no Japão, St. Angelo trouxe seu estilo expansivo e animado à organização da companhia na América Latina, até então muito fechada, sisuda e dependente demais de uma matriz que mal conhecia as necessidades locais – apesar de ter escolhido o Brasil, há 61 anos, para montar sua primeira fábrica fora do Japão. Na gestão de cinco anos do executivo americano, os resultados na região floresceram como nunca antes, mesmo no período em que o mercado brasileiro, o maior da divisão, entrou em profunda recessão.

St. Angelo foi encarregado de regionalizar os negócios da Toyota na América Latina e Caribe. Com isso, a divisão ganhou autonomia e agilidade para crescer. “Até então todos os países respondiam ao Japão, após a criação da divisão TLAC a região ganhou força porque unificou suas capacidades e mercados”, disse o executivo recentemente, que durante sua gestão colocou em prática investimentos na região que totalizam US$ 2 bilhões.

Os números falam por si. Em 2018 a TLAC foi a divisão da Toyota que mais cresceu no mundo, apurou recordes de vendas e produção. Nos 40 países de atuação, a fabricante vendeu 441 mil veículos, avanço de 37% na comparação com 2012 (um ano antes de a TLAC ser criada). Nos últimos cinco anos a marca japonesa quase dobrou a participação de mercado na América Latina, de 5,2% para 9,6%. No Brasil a expansão foi ainda maior: foram vendidas 200 mil unidades no ano passado, crescimento de 76% sobre 2012 e no período o market share saltou de 3,1% para 7,8%.

Em cinco anos a produção no Brasil e na Argentina deu um salto de 87%, de 188 mil unidades em 2012 para 351 mil em 2018 – 209 mil veículos foram fabricados somente nas plantas brasileiras de Indaiatuba e Sorocaba, ambas operando no topo da capacidade. Outra conquista foi o aumento das exportações das fábricas regionais para a própria região.

Ainda sob a gestão de St. Angelo, a Toyota lançou a primeira plataforma de serviços de mobilidade da América Latina, com compartilhamento de veículos da marca na Argentina – o sistema em breve deverá ser estendido também ao mercado brasileiro –; e desenvolveu no Brasil o primeiro veículo híbrido flex do mundo no Brasil.

“Foi uma honra ter contribuído para a Toyota nos últimos 14 anos e ter trazido meu amor pelo Sistema Toyota de Produção e pela minha maneira de pensar sempre no cliente em primeiro lugar para os colaboradores e clientes da região”, declarou St. Angelo em comunicado.



REGIÃO VOLTA AO COMANDO JAPONÊS



Apesar de ser o vice-presidente da Toyota América Latina e Caribe, Masahiro Inoue representa o retorno do comando da região para as mãos de um executivo japonês, que até então fica sediado no Japão – a empresa não informou sua idade, formação e nem se passará boa parte do mês no Brasil, onde fica a sede da TLCA, e viajando por outros países latin-americanos, como fazia St. Angelo. “Masa traz toda a sua experiência trabalhando e liderando equipes na América Latina e Caribe e tem sido um consultor de confiança para nosso time regional e parceiros. Eu acredito que a região está em boas mãos com ele na liderança”, afirmou St. no comunicado da quinta-feira.

Inoue ingressou na Toyota Motor Corporation em 1987 e tem mais de 16 anos de experiência trabalhando na divisão regional América Latina, que até a criação da TLAC ficava sediada no Japão e ainda tem representação lá. Segundo informa a Toyota, o executivo já ocupou posições de liderança nas áreas de vendas e marketing e tem “profundo conhecimento da cultura da região”. Inou também atuou em diversos cargos executivos, incluindo quatro anos na Toyota Canadá e cinco anos na divisão de planejamento estratégico da matriz japonesa.

“Quero expressar minha gratidão a Steve por sua excelente liderança e orientação durante seu tempo como CEO [da TLAC]”, afirmou Inoue em nota. “Estou honrado em ser nomeado o próximo CEO de uma região tão amada e culturalmente diversificada para a Toyota. Estou totalmente comprometido em ajudar a divisão a alcançar sua próxima fase de crescimento e sustentabilidade à medida que continuamos a servir melhor nossos clientes fiéis”, completou.



Tags: Toyota, Steve St. Angelo, Masahiro Inoue, carreira, TLAC, gestão.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência