Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Yamalog deve dobrar faturamento para R$ 105 milhões

Transportes | 21/02/2019 | 17h26

Yamalog deve dobrar faturamento para R$ 105 milhões

Empresa de logística criada pela Yamaha chega aos dois anos com bons resultados e planos para ampliação

MÁRIO CURCIO, AB

A Yamalog, divisão de logística da Yamaha, espera quase dobrar seus resultados este ano e atingir R$ 105 milhões de faturamento bruto, ante os R$ 55,7 milhões alcançados em 2018. A empresa está fazendo dois anos e surgiu como iniciativa ímpar dentro do grupo Yamaha. Ela não existe em nenhum outro país. Foi criada dentro do Brasil para a redução de custos com transporte e aproveitamento de oportunidades de negócio na área logística.

A estrutura atual conta com um centro de distribuição de 10 mil metros quadrados em Manaus (AM), uma área de 1,5 mil m² em Belém (PA), outro CD em São Paulo, na rodovia Anhanguera, também com 1,5 mil m², mais 10 mil m² em Guarulhos (SP), onde a Yamaha mantém setores administrativos.

Os planos de expansão da Yamalog incluem já em 2019 um novo centro de distribuição no Paraná para a cobertura do próprio Estado mais Santa Catarina. Em 2020 serão criados outros dois, um no Rio Grande do Sul e outro em Minas Gerais. A busca de novos clientes inclui sobretudo fabricantes de alimentos e produtos de higiene e beleza, mas os produtores de motopeças certamente estão na mira.

A Yamalog vem reduzindo entre 7% e 10% os gastos da Yamaha com transporte de motos e produtos náuticos fabricados em Manaus (AM). E desde abril de 2018 começou a prestar serviços a terceiros. Os resultados são acompanhados de perto pela matriz, no Japão, e poderão servir de modelo a outros mercados.

“Até 2022 projetamos atingir R$ 213 milhões de faturamento bruto. Desse total, 45% virão dos clientes externos”, afirma o diretor de planejamento e operações, Eurydes Barcellos.



A frota da Yamalog sai atualmente do Amazonas em direção a outros Estados com produtos Yamaha, além de bicicletas, eletrodomésticos (linha branca) e eletrônicos (TVs, por exemplo). Os caminhões retornam ao Estado com insumos produtivos, alimentos, produtos de higiene e beleza.

A Yamalog presta serviços de transporte, distribuição, armazenagem e gestão logística. Conta com 166 caminhões adquiridos por leasing, todos com serviço de rastreamento. Além da própria Yamaha a empresa de logística atende a Novelis para o transporte de bobinas de alumínio, a Moinhos Cruzeiro do Sul (farinha de trigo) e a Norte Brasil, que também atua na área logística.

Mas por que criar a própria empresa de transporte se há muito tempo as grandes companhias partiram para a terceirização? “Mais do que redução de custo, tínhamos a necessidade de melhorar o nível de serviço”, diz Barcellos. “Conseguimos baixar o tempo de entrega aos concessionários em até três dias e reduzir o índice de avarias”, garante o executivo.

“E muitas vezes nós da Yamaha tínhamos de criar soluções para um problema que os operadores contratados não conseguiam resolver, como por exemplo um aumento inesperado de estoque de produtos em Manaus que tivemos algum tempo atrás, em que os armazéns disponíveis se recusavam a assinar contratos inferiores a um ano”, diz.

Ainda de acordo com Barcellos, às vezes havia dificuldade de compartilhar prestadores de serviços que também atendem à Honda, cujo volume de produção de motos é cerca de cinco vezes maior que o da Yamaha.



Tags: Yamaha, Yamalog, Honda, motos, logística, Eurydes Barcellos, motopeças.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência