Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Volkswagen quer T-Cross no topo das vendas de SUVs
Novo SUV tem 3 opções 1.0 turbo e uma 1.4 turbo, todas flex. Câmbio manual, só no carro de entrada

Lançamentos | 20/02/2019 | 18h19

Volkswagen quer T-Cross no topo das vendas de SUVs

Versão de entrada tem câmbio manual e sai por R$ 84.990, mas esbarra em rivais automáticos nesta faixa de preço

MÁRIO CURCIO, AB | De São José dos Pinhais (PR)

A Volkswagen abriu a pré-venda do T-Cross, seu primeiro utilitário esportivo compacto produzido no Brasil. O SUV chega com duas opções de motor e quatro versões, com preços sugeridos entre R$ 84.990 e R$ 109.990.

O carro tem desenho bem atual e a montadora apostou em conectividade e outros itens para atrair consumidores com cerca de 40 anos. A produção se iniciou em janeiro e até o fim de março a rede Volkswagen estará abastecida com o SUV montado em São José dos Pinhais.

De acordo com a Volkswagen, as pesquisas indicam que 57% dos compradores serão homens, mas a intenção é aumentar a participação do público feminino. Na manhã do dia 19 de fevereiro a montadora abriu uma operação de pré-venda para as primeiras 800 unidades, que serão entregues no começo de março. Às 14h30 cerca de 300 consumidores loucos pela novidade já estavam fisgados.

“Queremos estar entre os dois modelos mais vendidos do segmento”, afirma o presidente e CEO da VW para a América Latina, Pablo Di Si, referindo-se aos SUVs compactos.



Na lista dos principais concorrentes a Volkswagen considera Honda HR-V, Hyundai Creta e Jeep Renegade. Exclui o Jeep Compass da lista por causa do seu porte médio. É justo, mas aparentemente a VW menosprezou o Nissan Kicks, que terminou 2018 com 46,8 mil unidades, pouco à frente do Renegade.


T-Cross mede 4,2 metros e tem 2,65 m de distância entre eixos. Versão Highline traz acabamento de couro de série e permite três pacotes de opcionais que elevam seu preço a R$ 124.840

O SUV compacto mais vendido em 2018 foi o Hyundai Creta, que teve 49 mil unidades emplacadas. Considerando que a Volkswagen tem mais concessionárias, é possível que consiga superar este e outros concorrentes num ano cheio, com 12 meses de vendas. Contudo, mais do que ter uma grande rede, às vezes o que conta são os preços competitivos.

A versão mais em conta do Volkswagen T-Cross custa R$ 84.990. Recebe motor 1.0 turbo flex de até 128 cavalos (chamado 200 TSI) e traz de série ar-condicionado, direção elétrica com ajustes de altura e profundidade, som, suporte para celular, vidros, travas e retrovisores com acionamento elétrico, seis airbags, controles de tração e estabilidade, bloqueio eletrônico do diferencial, alarme, sensores traseiros de estacionamento, faróis de neblina com acendimento automático em curvas de esquina e manobras e volante multifuncional. Mas seu câmbio é manual de seis marchas.

Com este mesmo motor, mas câmbio automático, também de seis marchas, o 200 TSI sobe para R$ 94.490. Aqui vale lembrar que dois dos concorrentes nacionais citados pela própria Volkswagen têm versões automáticas com preço semelhante ao do T-Cross manual. Um é Hyundai Creta 1.6 (R$ 84.490) e outro, o Jeep Renegade 1.8 (R$ 85.990). Outros exemplos de concorrentes nacionais automáticos com preço de T-Cross manual são o novo Chery Tiggo 5X 1.5 turbo (R$ 86.990), o Ford EcoSport 1.5 (R$ 84.990) e o Nissan Kicks 1.6 (R$ 83.490).


Novo SUV compacto começou a ser montado em São José dos Pinhais (PR) em janeiro. A fábrica foi ampliada em 5,5 mil m², recebeu R$ 2 bilhões e mais de 200 novos robôs

MAIS UM SOBRE A PLATAFORMA MQB


Assim como ocorre com o VW Golf e os Audi A3 sedã e Q3 fabricados em São José dos Pinhais, o T-Cross é montado sobre a plataforma ou arquitetura modular MQB, que também serve de base para o Polo e o Virtus feitos em São Bernardo do Campo. Essa base utiliza aços de alta e ultra-alta resistência que resultam em menor peso e maior segurança.

Outra vantagem é a de permitir variações sobre o projeto para diferentes mercados. O T-Cross brasileiro tem 4,2 metros de comprimento, 1,57 m de altura e 2,65 m de distância entre eixos. É 9,1 cm mais comprido que o carro europeu, tem um centímetro a mais de altura e 8,8 cm a mais de distância entre eixos. Já o espaço no porta-malas é maior no carro europeu. Lá ele varia entre 385 e 455 litros, conforme a inclinação do banco traseiro. Aqui varia entre 373 e 420 litros.

De acordo com Pablo Di Si, o carro brasileiro começa a ser exportado ainda este ano para a América Latina e a partir do ano que vem seguirá também para outros 20 mercados, entre eles Egito, Turquia e Argélia.

T-CROSS HIGHLINE RECEBE MOTOR 1.4 TURBO


A versão topo de linha do T-Cross é equipada com o mesmo motor 250 TSI (1.4 turbo flex) utilizado nos Audi e Golf nacionais e também no Jetta, por exemplo. Ele produz 150 cavalos. Leva o T-Cross de zero a 100 km/h em 8,7 segundos e a 198 km/h de velocidade máxima.

O Highline traz revestimento de couro, rack de teto, retrovisores com rebatimento automático, sistema Start-Stop (que desliga e religa o motor nos semáforos e congestionamentos), chave presencial, detector de fadiga, ar-condicionado automático e sensores de chuva e luminosidade.

Sua lista de opcionais inclui central multimídia com tela de oito polegadas e GPS, assistente de estacionamento, faróis totalmente em LED, sistema de som com subwoofer e teto solar panorâmico. Esses itens estão em pacotes de R$ 4 mil, R$ 6.050 e R$ 4,8 mil, que elevam o valor do Highline de R$ 109.990 para R$ 124.840.

Veja os preços das quatro opções:


200 TSI manual (1.0 turbo flex com até 128 cv) – R$ 84.990*
200 TSI automático (1.0 turbo flex com até 128 cv) – R$ 94.490*
Comfortline 200 TSI automático (1.0 turbo flex com até 128 cv) – R$ 99.990*
Highline 250 TSI automático (1.4 turbo flex com até 150 cv) – R$ 109.990*

*Todas as versões do T-Cross têm ao menos um pacote de opcionais.

Assista ao vídeo do novo T-Cross:




Tags: VW, Volkswagen, T-Cross, SUV, Pablo Di Si, Hyundai, Creta, Jeep, Renegade, Honda, HR-V, Ford, EcoSport, Nissan, Kicks.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência