Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
FCA Fiat Chrysler tem faturamento recorde em 2018

Balanço | 08/02/2019 | 19h35

FCA Fiat Chrysler tem faturamento recorde em 2018

Grupo apura ganhos de € 115,4 bilhões ajudados por Américas do Norte e Latina

REDAÇÃO AB

O Grupo FCA Fiat Chrysler apurou faturamento recorde em 2018 ao atingir receitas de € 115,4 bilhões, o que também representou aumento de 4% sobre o resultado do ano anterior, informa em nota. O Ebit ajustado (lucro antes de juros e imposto) fechou em € 7,3 bilhões, alta de 3%. O lucro líquido ajustado fechou em € 5 bilhões, avanço de 34% sobre € 3,77 bilhões de 2017. Os números ainda incluem parte dos ganhos registrados pela Magneti Marelli antes da efetivação de sua venda para a Calsonic Kansei. Sem a empresa, o Ebit da FCA vai a € 6,7 bilhões.

As vendas globais da companhia totalizaram 4,48 milhões de unidades, 2% a mais do que as 4,74 milhões emplacadas em 2017.

O resultado global foi fortemente impulsionado pelo desempenho positivo nas Américas, tanto na região Latina quanto na América do Norte. Na América Latina, o Ebit ajustado mais que dobrou (+138%) em 2018 com relação ao ano anterior, totalizando € 359 milhões, enquanto o faturamento na região subiu 2%, para € 8,15 bilhões.

O balanço destaca que os resultados foram positivos a partir de uma combinação de fatores, como o maior volume de vendas na região, composto por produtos de maior valor agregado (mix), além de uma política de margens preservadas.

A soma das vendas de Fiat e Jeep em 2018 resultaram no aumento de 10% no comparativo anual, ao atingir as 566 mil unidades, sendo o Brasil o principal responsável pelo desempenho positivo: foram mais de 434 mil veículos vendidos por aqui, avanço de 14% na mesma base de comparação. Com isso, a FCA confirma que o mercado brasileiro compensou parcialmente a forte queda dos negócios na Argentina, que enfrenta profunda crise econômica e onde as vendas da FCA caíram 6%, para 99 mil unidades em 2018.

Na América do Norte, a maior receita da companhia no mundo, fechou 2018 em € 72,3 bilhões, incremento de 10% no comparativo anual. O Ebit ajustado avançou quase 20%, para € 6,23 bilhões, com forte atuação dos modelos Jeep e RAM.

Entre os países que fazem parte da região denominada EMEA (Europa, Oriente Médio e África), enquanto a receita subiu 1% ao fechar o ano em € 22,8 bilhões, o Ebit sofreu queda de 45% na passagem de um ano para outro, para € 406 milhões.

A situação para a FCA foi mais dramática na Ásia-Pacífico (Apac), onde o faturamento recuou 17%, graças a queda do mercado na China, fechando em € 2,7 bilhões. Com isso, a empresa registrou segundo ano consecutivo de prejuízo local, aumentando de € 172 milhões em 2017 para € 296 milhões em 2018.



Tags: FCA, Fiat Chrysler, balanço, faturamento, Ebit, lucro, prejuízo, Magneti Mareli.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência