Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Volkswagen terá 100 concessionárias digitalizadas até o fim de 2019

Distribuição | 04/02/2019 | 20h00

Volkswagen terá 100 concessionárias digitalizadas até o fim de 2019

Depois da fase de testes, solução desenvolvida no Brasil será replicada em diversos países da América Latina

GIOVANNA RIATO, AB

Depois de dois meses de testes, a Volkswagen começa a adotar a solução de ilha digital para suas concessionárias. A ideia é oferecer, com baixo custo para os distribuidores, uma solução que garanta experiência melhor ao cliente, evitando a quebra de expectativas de quem está acostumado a consumir no mundo digital. “Fizemos o piloto em 10 revendas, devemos chegar a 30 concessionárias na América Latina em março e a 100 lojas até o fim de 2019”, conta Fabio Rabelo, head de digitalização e novos modelos de negócio da montadora no Brasil, área responsável pelo projeto.

Ao lado do presidente da companhia na América do Sul, Pablo Di Si, o executivo apresentou a novidade já rodando em uma loja da marca: uma revenda do Grupo Caraigá instalada no Jardim Europa, em São Paulo.

“Desenvolvemos a ilha digital aqui no Brasil em tempo recorde. Na semana passada apresentamos tudo para membros do nosso conselho de administração e eles ficaram impressionados com a solução, que é inédita no mundo”, conta Di Si.

PROVAR A HIPÓTESE E ESCALAR A SOLUÇÃO


Apesar de ter nascido dentro da corporação, a solução começou a rodar no maior estilo startupeiro, com desenvolvimento ágil. Rabelo diz ter apresentado a Di Si em junho de 2018. Com passe livre para ir em frente no desenvolvimento, a montadora entregou a primeira versão em novembro, já no Salão do Automóvel de São Paulo e, em seguida, começou a rodar o piloto nas concessionárias. O período de sete meses que separam a ideia do produto final é bastante comum no ecossistema empreendedor, mas uma grande exceção na indústria automotiva.

Os resultados até aqui, contam Rabelo e Di Si, são os melhores possíveis. Segundo eles, entre 65% e 70% das vendas das concessionárias que já têm o sistema começam na ilha digital. “No fim de semana eu vi os consumidores formarem fila para experimentar os óculos”, diz Rabelo. Agora, depois de comprovar a hipótese e mostrar que a solução funciona, a ideia é escalar seu alcance.

INVESTIMENTO BAIXO, RESULTADO ALTO


Se considerados os custos para digitalizar as lojas, a expansão da novidade realmente tende a ser rápida. O investimento é de R$ 28 mil para instalar a solução em uma revenda – valor bastante razoável perto dos aportes suntuosos que os distribuidores normalmente precisam fazer para ter a representação da marca em uma grande cidade, por exemplo.

Estão inclusos no investimento todos os equipamentos da ilha digital: uma tela sensível ao toque de alta definição que mostra os modelos, configurações e preços disponíveis, o computador com alta capacidade de processamento para exibir tudo isso, os óculos de realidade virtual que permitem ao cliente visitar a garagem digital da marca e ter a sensação de entrar e conhecer os carros e, ainda, o mobiliário do espaço. Com isso, o showroom não precisa ser imenso, com um monte de carros à disposição.

“Temos 45 modelos e variações. Fica mais fácil visualizar tudo na tela e, se for o caso, marcar um test drive”, diz Rabelo.

A digitalização das revendas Volkswagen abre um leque de possibilidades. “Agora poderemos ter lojas de 90 metros quadrados, com a ilha digital e apenas um carro em exposição”, conta Di Si, confirmando que a companhia já seleciona os primeiros concessionários que investirão no novo modelo de revenda. Para Rabelo, a tendência é que a marca ganhe capilaridade, com lojas menores em shoppings, por exemplo, e concentração dos serviços de pós-venda em alguns pontos maiores.

Outra vantagem, aponta o executivo, é que a ilha digital pode ir ao cliente sem que ele precise se deslocar até a loja. “No caso de uma negociação de frota corporativa, o vendedor pode pegar os óculos de realidade virtual, um tablet e levar a experiência até o cliente, no escritório dele”, diz.

NOVOS FORNECEDORES


O conceito de digitalização das concessionárias está em ascensão na indústria automotiva. A FCA, por exemplo, também já inaugurou uma revenda da Fiat com novas tecnologias. Ainda assim, Rabelo diz ter buscado inspiração fora do setor para desenhar o melhor conceito para a marca. “Visitei desde lojas da Apple e da Samsung até varejo de eletrodomésticos para entender quais são as melhores experiências e desenvolver algo que fizesse sentido para a Volkswagen”, conta Rabelo.

A solução acabou resultando em negócios com fornecedores não tão tradicionais para a indústria automotiva. A IBM, parceira cada vez mais próxima da companhia, desenvolveu o sistema da ilha digital. O estúdio de 3D e animação Vetor Zero ficou responsável pelas imagens e a Samsung é a fabricante do hardware. Assim, passo a passo, a companhia cria um novo ecossistema em seu entorno. Como a própria empresa gosta de chamar, é o surgimento da nova Vokswagen.



Tags: Volkswagen, concessionária, ilha digital, digitalização, Fabio Rabelo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência