Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Kroschu entra no Consórcio Modular da VWCO em Resende
O primeiro Volkswagen Constellation com cabine montada pela equipe da Kroschu na planta de Resende

Indústria | 17/01/2019 | 18h32

Kroschu entra no Consórcio Modular da VWCO em Resende

Fornecedor substitui Continental, que deixou de fazer a montagem final das cabines dos caminhões

PEDRO KUTNEY, AB

O Consórcio Modular de produção da Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) em Resende (RJ) começou 2019 com um novo parceiro: a Kroschu (Kromberg & Schubert) agora faz a montagem final da cabine dos caminhões, em substituição à Continental que até o fim de 2018 foi responsável pela tarefa. A nova integrante do consórcio se juntou no início de janeiro ao grupo de sete empresas que atuam diretamente na manufatura dos veículos na fábrica.

A saída da Continental foi amigável e negociada com antecedência, após decisão global da empresa em focar seus negócios nas atividades-fim de produzir componentes e sistemas automotivos. A Continental continuará a fornecer painéis de instrumentos e módulos eletrônicos para a VWCO.

Todos os empregados da linha de montagem das cabines foram demitidos pela antiga parceira e contratados em 2 de janeiro pela Kroschu, incluindo o gerente da operação. Em seis meses de transição, a nova integrante do Consórcio tinha iniciado as contratações em 2018, quando já estava negociada a saída da Continental e a fábrica de Resende abriu 350 vagas para instalar mais meio turno de produção. Assim a Kroschu começou o ano com número funcionários até maior do que havia antes no módulo de produção que passou a controlar.

TRANSIÇÃO RÁPIDA



Multinacional de origem alemã, a Kroschu já era fornecedora da VWCO. A empresa produz chicotes elétricos e tem duas fábricas no Brasil, em Itatiba (SP) e Oliveiras (MG). A familiaridade com o cliente facilitou a integração na linha de Resende. Com a reabsorção de todos os funcionários da Continental, não houve necessidade de treinamentos adicionais e a transição foi rápida.

Adilson Dezoto, vice-presidente de produção e logística da VWCO, destaca que a experiência da Kroschu em montar chicotes e sistema elétricos, operação intensiva em mão de obra, ajuda na adaptação à sua nova atividade e abre oportunidade de mais colaboração na fábrica, tendo em vista a previsão de produção do caminhão elétrico e-Delivery já a partir de 2020.

“O modelo do Consórcio modular continua muito bem-sucedido e a Kroschu é uma bela aquisição, principalmente agora que temos o projeto de fazer caminhões elétricos. A nova parceira pode ter papel importante nessa plataforma”, afirma Dezoto.



“Essa oportunidade consolida nosso relacionamento de longa data com a Volkswagen Caminhões e Ônibus. Sabemos que um dos segredos de sucesso do Consórcio Modular é a forte parceria que une as diferentes empresas que o compõem e estamos otimistas quanto às contribuições que poderemos dar e aos resultados que iremos alcançar”, destaca Michael Kerner, diretor administrativo e financeiro da Kroschu no Brasil.

MODELO BEM-SUCEDIDO



Em 22 anos de operação, o Consórcio Modular já produziu 900 mil veículos comerciais pesados. A iniciativa, até então inédita na indústria automotiva, foi lançada com a inauguração da fábrica de Resende, em 1996. Desde então, esta é apenas a segunda alteração no grupo de sete empresas parceiras. Para Dezoto, a estabilidade comprova o sucesso do modelo. “Temos um histórico de valorizar a pareceria com os fornecedores, que nos ajudaram a construir a empresa. O sucesso do consórcio comprova essa relação próxima e produtiva”, diz.

Trabalham atualmente no Consórcio Modular 3,9 mil empregados, distribuídos em módulos de operação controlados por sete empresas: Maxion (chassi), Meritor (eixos e suspensão), Remon (conjunto rodas e pneus), Aethra (armação/solda da cabine), Carese (pintura), Powertrain (motores fornecidos por Cummins e MWM e transmissões) e, agora, a Kroschu (acabamento da cabine). Os parceiros fornecem seus próprios componentes e agregam com os de outros fornecedores da fábrica. “São empresas completas trabalhando em conjunto, com áreas administrativas, de qualidade, segurança do trabalho e engenharia”, lembra Dezoto.

“O Consórcio Modular é um dos principais ativos da Volkswagen Caminhões e Ônibus, responsável em grande parte por nosso sucesso, especialmente pela flexibilidade que proporciona e a proximidade a esses grandes fornecedores do mercado automotivo mundial. Já são 22 anos de resultados diferenciados e estou convicto que a parceria com a Kroschu será bastante frutífera”, afirma Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus e membro da diretoria do Grupo Traton.





Tags: Volkswagen Caminhões e Ônibus, VWCO, Consórcio Modular de Resende, Kroschu Kromberg & Schubert, Continental, montagem de cabine.

Comentários

  • CarlosAugusto Leal dos Santos

    Maravilha. Acooperação é a síntese do crescimento sustentável.

  • SilviaZuppi

    Parabéns a todos que contribuíram p/esse desenvolvimento.

  • Felipe

    Euquero trabalhar com vcs, estou preparado ????????

  • Adailton

    Infelizmente alguns funcionários com mais de 15 anos no consórcio modular não foram contratados pela kroshu sem ao menos serem entrevistados e avisados por um simples telefonema .sem terem chance de retirar seus pertences.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência