Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Exportações caem, mas Mercedes-Benz conquista novos contratos
Caminhões Atego 1725 prontos para o embarque ao Haiti: mercado inédito para o modelo produzido pela Mercedes-Benz em São Bernardo do Campo

Indústria | 07/01/2019 | 18h27

Exportações caem, mas Mercedes-Benz conquista novos contratos

Argentina derruba em 20% vendas externas de caminhões e ônibus produzidos pela empresa no Brasil, outros mercados crescem 25%

PEDRO KUTNEY, AB

O bom resultado da Mercedes-Benz no Brasil em 2018 – crescimento de 44% nas vendas de caminhões (21 mil unidades vendidas) e expansão de 24% nos negócios de chassis de ônibus (7.458 emplacamentos) – não foi repetido nas exportações, que caíram quase 20% no total, com 6.133 caminhões exportados (-23%) e 5.341 ônibus (-15%). O resultado negativo é inteiramente devido ao tombo do mercado argentino, para onde a empresa destinou cerca de metade (49,5%) de suas vendas externas no ano passado.

Contudo, a Mercedes conquistou alguns novos e importantes contratos no exterior, sem o que o desempenho negativo teria sido muito pior. Excluindo a Argentina da conta, os embarques de caminhões produzidos em São Bernardo do Campo (SP) cresceram vistosos 52%, para 3 mil unidades exportadas, enquanto as exportações de ônibus avançaram 11%, para 4 mil chassis embarcados. Os principais destinos desses veículos foram Chile, Peru, Colômbia e 20 países do Oriente Médio e da África – para esses últimos mercados as vendas avançaram cerca de 40% em 2018. As possibilidades fora da América Latina começaram a ser exploradas pela Mercedes há pouco tempo, com a venda de veículos preparados para rodar em condições adversas.

NOVOS MERCADOS



Com o maior foco em prospectar novos mercados externos, a Mercedes-Benz do Brasil fechou alguns contratos inéditos de exportação em 2018, como sua primeira venda de caminhões para as Filipinas, para onde seguiram 20 Atego 4x4 que vão operar no transporte de funcionários de uma mineradora. Outro negócio sem precedente é o embarque de outros 15 Atego e cinco Axor ao Haiti, entregues entre o fim do ano passado e começo deste mês. Foram vendidos dez Atego 1725 para a Frecher Lokal, que distribui água potável; dois Atego 1418 para a exportadora de frutas Agrimex; enquanto a distribuidora Brana de bebidas Heineken comprou três Atego 1725, dois Axor 1933 e três Axor 2831.


Caminhões Atego vendidos para a coleta de lixo em Bogotá, na Colômbia

Outro contrato conquistado no fim de 2018 foi a venda de 39 caminhões semipesados Atego 1729 (Euro 5) produzidos em São Bernardo, que vão operar na coleta de lixo de Bogotá, capital da Colômbia. A representação da Daimler no país venceu licitação aberta há dois anos e vai fornecer 60% dos novos veículos que serão entregues às operadoras Lime e Bogotá Limpia.

A Daimler Colômbia agregou à venda o suporte integral aos clientes, com uma equipe de produtos, logística, comercial, finanças e pós-venda, para formatar a proposta que começou com o estudo da operação, passou pela análise e definição das configurações indicadas e resultou em uma oferta de peças e serviços alinhada às necessidades da operação.



Tags: Mercedes-Benz, exportações, balanço, mercados externos, Haiti, Colômbia.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência