Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Venda de caminhões cresce quase 47% em 2018

Mercado | 03/01/2019 | 12h50

Venda de caminhões cresce quase 47% em 2018

Para 2019 concessionários esperam avanço menor, de 15,4%

PEDRO KUTNEY, AB

O mercado brasileiro de caminhões terminou 2018 com forte alta porcentual nas vendas de 46,8%, muito acima dos 20% esperados um ano atrás pelo setor. É o primeiro crescimento registrado do segmento desde 2013, quando os negócios entraram em forte espiral negativa até atingir apenas 52 mil unidades vendidas em 2017. Apesar do vistoso avanço relativo, o volume de 76,4 mil caminhões emplacados no ano passado é considerado baixo diante do potencial de consumo, estimado em mais de 120 mil veículos/ano, e da capacidade instalada dos fabricantes, que podem produzir mais de 300 mil/ano.



- Faça aqui o download dos dados da Fenabrave
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



A Fenabrave, entidade que reúne os concessionários revendedores de veículos do País, espera pela continuação do crescimento das vendas de caminhões em 2019, mas em ritmo mais lento. A projeção é de alta de 15,4%, fazendo o mercado total se aproximar de 88 mil unidades.

Em 2018 as vendas de caminhões foram puxadas fortemente pelo agronegócio, que precisou renovar a frota de modelos extrapesados para transportar com maior eficiência uma robusta safra de grãos, em torno de 230 milhões de toneladas. O crescimento ainda não voltou com vigor para os demais segmentos do mercado.

Sérgio Zonta, vice-presidente da Fenabrave responsável pelo segmento de caminhões, enumera que diversos fatores combinados garantiram o crescimento em 2018, entre eles a maior participação dos bancos privados nos financiamentos, incentivados pela queda dos juros que praticamente igualou as condições de crédito da rede bancária com as do Finame/BNDES.

“Os fatores que impactaram o resultado final de caminhões foram a expectativa de crescimento do PIB, que veio se consolidando ao longo do ano, a queda acentuada na inadimplência do setor, o aumento expressivo da participação dos bancos privados e das montadoras nos financiamentos, o crescimento dos índices de confiança dos frotistas e transportadores, além da formação de frota própria, observada junto às empresas como consequência da greve dos caminhoneiros (e tabelamento do frete)”, avalia Zonta.



Na variação mensal, as vendas de caminhões totalizaram 7,6 mil unidades em dezembro, número levemente menor (-1,96%) que o registrado em novembro, mas 23,2% maior do que o mesmo mês de 2017.

VENDAS DE ÔNIBUS TAMBÉM CRESCEM



As vendas de ônibus também tiveram forte expansão em 2018, com pouco mais de 19 mil emplacamentos registrados, em alta de 26,8% sobre 2017. Para 2019, com a continuação das renovações de frotas municipais, a Fenabrave estima novo crescimento de quase 18%.

Em dezembro isoladamente foram registrados quase 2 mil (1.949) emplacamentos de ônibus no País, número 4,6% acima do verificado em novembro e 21,6% mais alto do que no mesmo mês de 2017.



Tags: Mercado, Fenabrave, concessionários, vendas 2018 de caminhões e ônibus, distribuição, projeção 2019, expectativa.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência