Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Fabricantes de implementos estimam crescimento de até 15% em 2019

Mercado | 10/12/2018 | 18h03

Fabricantes de implementos estimam crescimento de até 15% em 2019

Setor pode superar as 93 mil unidades no ano que vem; para 2018 a previsão é de 85 mil

REDAÇÃO AB

As fabricantes de implementos rodoviários já esperam um novo crescimento das vendas ao mercado interno em 2019, o segundo ano consecutivo positivo para o setor após quatro anos ininterruptos de queda dos negócios. Isso porque 2018 encerrará como o primeiro ano positivo em volume de vendas pós-crise, segundo projeção da Anfir, que reúne as empresas do setor. Ao divulgar o balanço dos onze meses na segunda-feira, 10, a entidade estima que o volume deste ano deva chegar aos 85 mil implementos, na soma de leves e pesados. Se confirmado, representará um aumento expressivo de 40,7% sobre as 60,4 mil unidades entregues em 2017.



- Faça aqui o download dos dados da Anfir
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



“Para o próximo ano o setor poderá atingir algo entre 10% e 15% acima do volume deste ano seguindo no caminho da recuperação”, projeta Norberto Fabris, presidente da Anfir.



No entanto, o executivo lembra que o desempenho da indústria depende exclusivamente do ritmo da economia “o que terá influência da estratégia econômica que será adotada pelo novo governo”, completa.

Neste ano o que se viu não foi diferente: com a reação econômica, o transporte rodoviário voltou a respirar, o que se traduz em números: de janeiro a novembro, as vendas de implementos subiram 52,5% na comparação com mesmo período do ano passado: foram emplacadas 82 mil unidades, entre leves e pesados, contra as 53,7 mil de um ano atrás.

O setor de pesados – reboques e semirreboques – se beneficia do desempenho positivo do agronegócio, que reflete diretamente nos resultados de emplacamentos. Nesta categoria, as vendas deram um salto de 80,6% na comparação anual, passando de 22,4 mil para 40,5 mil unidades.

“Essa taxa de recuperação ajuda bastante na recomposição das empresas após dois anos de crise no mercado”, disse Fabris. “Mas para repor as perdas levaremos mais tempo”, comentou. Também no segmento leve, que inclui carrocerias sobre chassis, os negócios fecharam no azul: foram vendidas 41,4 mil unidades, com variação positiva de 32,4% na comparação com janeiro a novembro de 2017.

SETOR RETOMA ALTA DAS EXPORTAÇÕES


Os dados mais recentes da Anfir mostram que as exportações também recuperaram o fôlego: de janeiro a outubro, a indústria brasileira embarcou 3,2 mil implementos (reboques e semirreboques), 10,5% a mais do que os mesmos dez meses do no passado, quando o resultado foi de pouco mais de 2,8 mil unidades.

O bom desempenho se deve à maior demanda dos mercados, principalmente os da América Latina, mas também ao esforço da entidade com a Apex-Brasil, Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, com o MoveBrazil, Programa de Internacionalização da Indústria de Implementos Rodoviários, que promoveu diversas rodadas de negócios entre empresas brasileiras e potenciais clientes em outros países nos últimos dois anos.

“Exportar é um processo mais lento e que se tornou mais uma opção para a indústria brasileira”, conclui Fabris.



Tags: Implementos, fabricantes, mercado, vendas, 2019.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência