Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
BorgWarner prevê crescimento consistente no Brasil
Vitor Maiellaro, diretor geral da BorgWarner: produção acelera no Brasil

Autopeças | 03/12/2018 | 19h40

BorgWarner prevê crescimento consistente no Brasil

Fabricante soma 5 milhões de turbos produzidos no Brasil e projeta expansão em todas as áreas de atuação

PEDRO KUTNEY, AB

A BorgWarner alcançou este mês a marca de 5 milhões de turbocompressores produzidos no Brasil e distribuídos em toda a América do Sul desde 1975, quando instalou-se em Campinas (SP) ainda como Schwitzer, comprada em 1999 pela Borg. “É um número significativo se levar em conta que a empresa durante a maior parte de sua história aqui só fabricava turbos para veículos diesel. O crescimento começou a acelerar nos últimos três anos, quando começamos a produzir aqui turbos para carros flex, segmento que deve avançar mais no futuro”, pondera Vitor Maiellaro, diretor geral da operação brasileira.

Hoje a empresa fornece turboalimentadores para a maioria das marcas de caminhões, ônibus, vans e picapes na América do Sul, tanto para linhas de produção como para o mercado de reposição, e desde 2015 equipa os motores flex EA 211 1.0 e 1.4 TSI feitos pela Volkswagen em São Carlos (SP) e usados no Up!, Polo, Virtus e Golf. Nos próximos anos a previsão é de crescimento das vendas porque mais veículos leves devem adotar motores turboalimentados no Brasil. Além disso, a recuperação do mercado de veículos comerciais pesados está acelerando a produção Na fábrica de Itatiba (SP).

“Passamos por um ano de forte recuperação, devemos encerrar 2018 com cerca de 20% de crescimento (sobre 2017) e em 2019 esperamos por mais dois dígitos porcentuais gordos de expansão”, projeta Maiellaro.



Segundo o executivo, devido ao ritmo de alta da produção, a parada de fim de ano não deve passar de uma semana. “Os pedidos aumentaram e também estamos exportando bastante, principalmente para a linha de vans Sprinter da Mercedes-Benz fabricadas na Argentina, que usam o turbo que fazemos aqui no Brasil”, diz Maiellaro.

CRESCIMENTO EM TODAS AS DIVISÕES E NOVO PRODUTO EM 2019



A BorgWarner experimenta expansão não só em sua unidade de negócio de turbos, a mais antiga e representativa no País, mas também nas demais divisões, que aumentaram de duas para cinco em apenas três anos. A fábrica de Itatiba, inaugurada em 2013 para expandir as atividades e substituir a unidade de Campinas que ficou apertada, comemora a produção de 3 milhões de embreagens viscosas (elemento para ventiladores de arrefecimento de veículos pesados), o segundo produto da Borg feito no País. Mais recentemente, em 2015, a unidade começou a fabricar correntes de sincronismo de motor, componente que está ganhando novos contratos de fornecimento no mercado brasileiro.

No ano que vem está prevista a nacionalização de mais um componente em Itatiba: o variador de fase do eixo de comando de válvula, identificado como VCT ou VVT, que regula de forma variável a abertura de válvulas de admissão e escape para aumentar a eficiência do motor, uma tecnologia cada vez mais aplicada no Brasil. O VVT começa a ser fabricado em 2019 em uma nova linha de produção na fábrica para atender o projeto de um novo cliente fabricante de veículos conquistado pela empresa.

A BorgWarner também comemora marcos de produção em outras plantas brasileiras. A fábrica Brusque (SC), unidade base de operações no País da divisão Power Drive System na América do Sul, comprada da Remy em 2015 e que em agosto passado celebrou 20 anos de atividade, já produziu 10 milhões de motores de partida – lá também são feitos alternadores.

Outra aquisição da BorgWarner em 2015, a Wahler, alcançou este ano a 150 milhões de válvulas termostáticas de motores produzidas em Piracicaba (SP). Assim como a linha de embreagens viscosas produzidas em Itatiba, a planta faz parte da divisão Thermal da Borg, que produz componentes de gerenciamento térmico para motores.



Tags: BorgWarner, indústria, autopeças, projeção previsão 2018 2019, turbocompressor, motor de partida, alternador, embreagem viscosa, válvulas termostáticas.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência