Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Dan Ammann deixa a presidência da GM para liderar a Cruise
Os fundadores da Cruise Automation, Justin Kan e Kyle Vogt, ao lado de Dan Amman (à direita)

Carreira | 29/11/2018 | 19h02

Dan Ammann deixa a presidência da GM para liderar a Cruise

Executivo assume o cargo de CEO da startup de carros autônomos que foi comprada pela montadora

REDAÇÃO AB

Cinco anos depois de assumir a presidência da General Motors, Dan Ammann deixará o cargo na companhia a partir de janeiro de 2019. Em um movimento aparentemente contra-intuitivo, ele vai trocar a função atual para assumir a posição de CEO de uma startup: a Cruise Automation, que desenvolve tecnologia para carros autônomos e foi comprada pela montadora em 2016.

Desde a aquisição, o novo negócio deu um salto de crescimento, saindo de 40 para mais de mil colaboradores e com um futuro promissor pela frente. Em 2019 a Cruise deve começar a operar comercialmente um serviço de táxis autoguiados nos Estados Unidos. Com a liderança de Ammann, a expectativa é de que a evolução da startup ganhe ainda mais velocidade.

A chegada do executivo vai impactar o papel de Kyle Vogt, o fundador da Cruise. Até então ele ocupava a posição de CEO da empresa e desempenhava a função de chefe de tecnologia de forma extraoficial. O que antes era informal, agora será legitimado: a partir de janeiro o Vogt assumirá o cargo de CTO (Chief Technology Officer) e também passará a presidir o conselho da startup. Com a chegada de Ammann para conduzir o negócio, o fundador poderá focar na tecnologia.

REESTRUTURAÇÃO E VISÃO DE FUTURO


Segundo a General Motors, Ammann é um dos grandes responsáveis pela visão da companhia para a mobilidade do futuro. Ele conduziu a negociação e a compra da Cruise e, depois disso, era uma das principais lideranças envolvidas na condução dos negócios da startup, em contato direto com Vogt. Recentemente o negócio ganhou corpo ao captar investimentos da gigante japonesa de tecnologia Softbank e da Honda e, com isso, elevar seu valor de mercado para US$ 14,6 bilhões.

Entre os feitos do executivo na liderança da GM, aponta a empresa, estão ainda a venda da divisão europeia Opel ao Grupo PSA e a coordenação da oferta pública de ações da companhia, em 2010, na saída de uma crise profunda nos negócios. Na época o especialista era responsável pela área financeira da empresa.

Na nova posição, Ammann seguirá respondendo diretamente à Mary Barra, CEO da General Motors, como parte da liderança do grupo. O executivo afirmou a publicações dos Estados Unidos que está animado com a chance de dedicar 100% de seu tempo à nova empreitada da organização.

O anúncio da nova posição de Ammann na companhia acontece dias após a GM anunciar uma redução significativa em sua estrutura para permanecer lucrativa. As operações da empresa vão encolher em 2019 com o fechamento de quatro fábricas nos Estados Unidos, uma no Canadá e duas fora da região, com o corte de 15% de sua força de trabalho.



Tags: Dan Ammann, GM, General Motors, Cruise, carro autônomo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência