Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Montadoras patinam na oferta de uma boa experiência digital

Marketing | 22/11/2018 | 19h25

Montadoras patinam na oferta de uma boa experiência digital

J.D. Power mostra que Hyundai Brasil e Volkswagen oferecem as melhores jornadas on-line, mas média nacional ainda é baixa

GIOVANNA RIATO, AB

A Hyundai Brasil é a montadora que entrega a melhor experiência aos consumidores no meio digital no Brasil. A conclusão é do Digital Shopper Experience Study (DSE), nova pesquisa da J.D. Power realizada no País e divulgada na quinta-feira, 22. O levantamento aponta, no entanto, que o nível de satisfação do cliente local fica abaixo da média de outros países. A Hyundai, que liderou o ranking, registou 724 pontos em uma escala que vai de 100 a mil. “Lá fora este número normalmente está próximo de 800 pontos”, conta Fábio Braga, diretor de operações da consultoria no Brasil.

Feito em parceria com o iCarros, o DSE analisou a jornada de pesquisa e decisão de compra por um automóvel zero quilômetro, levando em conta desde o conteúdo e a usabilidade do site das montadoras, até o contato on-line com as concessionárias e a explicação recebida pelo vendedor. “Nosso objetivo foi medir como o cliente finaliza a jornada digital e entender a habilidade das marcas em transformar o tráfego on-line em visitas às concessionárias”, conta o executivo.

“O campo de batalha da indústria automotiva, que antes ficava nas concessionárias, se firma cada vez mais na internet”, analisa.

HÁ ESPAÇO PARA MELHORAR


O balde de água fria na jornada do cliente on-line vem quando a pessoa tenta entrar em contato com uma concessionária. Enquanto a interação digital é cada vez mais comum no cotidiano, para quem quer comprar um carro este ponto segue como um desafio. Segundo o estudo, só 33% dos consumidores conseguiram falar com a empresa quando tentaram pela internet. “Só um em cada três clientes têm sucesso nessa tentativa. É um número muito baixo”, reforça Braga, alertando que as empresas estão deixando de lado a maioria das oportunidades de negócio que vêm do meio digital.

Segundo o especialista, o fracasso nesse ponto da jornada de pesquisa e compra do carro reduz de forma importante a satisfação. A pesquisa indica que a maioria das pessoas que teve sucesso no contato procurou a empresa para aprovar sua ficha de crédito. A segunda maior demanda é para tirar dúvidas sobre o preço do carro e, em terceiro lugar, aparece o interesse em perguntar sobre características do automóvel.

Mesmo depois do contato bem-sucedido, só 57% dos consumidores visitaram a loja. “O processo tem uma quebra aí, o que nos indica uma clara oportunidade de melhoria”, diz Braga.

HYUNDAI E VOLKSWAGEN LIDERAM A SATISFAÇÃO


Atrás da Hyundai Brasil, que garantiu a primeira colocação, está a Volkswagen, seguida pela Hyundai Caoa, Honda, Renault e Chevrolet. A Toyota aparece apenas em sétimo lugar. Apesar de ser tradicional líder dos outros quatro estudos realizados pela J.D. Power no Brasil relacionados com qualidade e satisfação com o processo de venda e pós-venda das marcas, a marca japonesa derrapa para entregar uma boa experiência no meio digital, mas ainda assim fica acima da média das empresas automotivas locais.

Já Jeep, Peugeot, Citroën, Fiat, Ford e Nissan são, nesta ordem, empresas que entregam uma jornada on-line inferior à média da indústria automotiva brasileira. O estudo entrevistou 1,4 mil consumidores de todo o país que estão engajados na pesquisa e compra de um automóvel zero quilômetro.



Tags: jornada, experiência do consumidor, on-line, digital, montadora, Hyundai, Volkswagen.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência