Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 19/11/2018 | 19h00

São Paulo incentiva investimento em ferramentaria

Estado autoriza uso de créditos de ICMS para pagar ferramentas usada na produção de veículos e autopeças

PEDRO KUTNEY, AB

O governo do Estado de São Paulo criou novo instrumento para incentivar investimentos de fabricantes de veículos e autopeças em ferramentaria. No dia 8 de novembro foi publicado o Decreto 63.785, que autoriza empresas do setor automotivo a utilizar créditos acumulados de ICMS para pagar por ferramentais utilizados na produção, como moldes metálicos de estamparia ou para injetoras de peças plásticas.

Os créditos de ICMS são acumulados por empresas que podem descontar os impostos de produtos exportados, ou pela diferença de alíquotas nas vendas interestaduais, mas são de difícil recebimento; normalmente os estados criam condições especiais para efetivamente devolver o tributo pago.

Em evento realizado semana passada no Salão do Automóvel de São Paulo para anunciar oficialmente a medida, Antonio Megale, presidente da associação dos fabricantes de veículos, a Anfavea, afirmou que o instrumento ajuda a compensar a falta de competitividade do País em produzir ferramentas para a fabricar componentes automotivos.

“É uma grande conquista. Já tivemos uma grande indústria de ferramentaria no País que infelizmente perdeu competitividade para produtos importados, especialmente da China e Coreia. Mas continuamos com a vocação, principalmente na região do ABC paulista, que agora recebe um importante incentivo para voltar a produzir ferramental aqui”, disse Antonio Megale.



O presidente da Anfavea avalia que a possibilidade de “monetizar” os créditos pendentes de ICMS para investimentos em ferramentaria automotiva deve “dar mais velocidade a novos projetos de veículos e trazer maior competitividade para os fornecedores locais”. O montante que poderá ser utilizado é calculado em “centenas de milhões de reais”, mas Megale não soube estimar o valor potencial da medida. Presente no evento durante o Salão, o secretário de Fazenda do Estado, Luiz Claudio de Carvalho, também não informou qual é o total pendente de imposto estadual a restituir para a indústria automotiva instalada em São Paulo.

O decreto prevê que créditos de ICMS poderão ser usados dentro do Estado de São Paulo por fabricantes de veículos e de autopeças, que podem transferir esses valores para pagar fornecedores ou compensar investimentos nos setores de ferramentaria mantidos pelas próprias montadoras. Os créditos serão liberados por projeto, que deverá ser apresentado e analisado pela Secretaria de Fazenda estadual.

“É uma ferramenta de incentivo à indústria paulista. As montadoras têm créditos de ICMS de exportação a receber, mas reconhecemos que é de difícil fluidez a restituição desses recursos. Por isso decidimos criar esse incentivo para um setor que encolheu e pode agora voltar a crescer com esse instrumento”, afirmou o secretário Carvalho.



Tags: Estado de São Paulo, investimento em ferramentaria, créditos de ICMS, Decreto 63.785, Anfavea.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência