Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Venda anual de máquinas deve superar projeção da Anfavea

Mercado | 06/09/2018 | 19h51

Venda anual de máquinas deve superar projeção da Anfavea

Bom preço de commodities leva agricultores a investir em novos equipamentos

MÁRIO CURCIO, AB

A venda de máquinas agrícolas e rodoviárias somou 5 mil unidades em agosto, registrando alta de 5,9% sobre julho. No acumulado do ano o setor anotou 29,6 mil unidades e acréscimo de 6,2%. Os números foram divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), que já admite rever para cima a projeção anual, que é de 45,4 mil máquinas para o mercado interno e alta de 7% sobre 2017.



- Faça aqui o download dos dados da Anfavea
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



Segundo a Anfavea, o crescimento vem do aumento da confiança do agricultor por causa de bons preços de commodities como a soja e o algodão e também pelo câmbio favorável à exportação.

“Tudo isso se sobrepõe a questões econômicas e políticas e o produtor se sente seguro para adquirir bens de capital”, afirma o vice-presidente da Anfavea, Alfredo Miguel Neto.



Como consequência, no acumulado do ano foram entregues 2,9 mil colheitadeiras, 22,9% a mais que em iguais meses do ano passado. As retroescavadeiras também ajudaram a puxar as vendas para cima. De janeiro a agosto a Anfavea registrou 1,2 mil unidades e crescimento de 63,5% sobre o mesmo período do ano passado.

“Os agricultores vêm investindo nesses equipamentos, mas a alta também ocorre pela necessidade de renovação do parque de máquinas”, estima Miguel Neto. O maior volume do segmento continua sendo o de tratores de rodas (24,7 mil unidades no acumulado do ano), mas estes registram alta de apenas 2,7% sobre iguais meses do ano passado. O executivo da Anfavea acredita em alta maior que a atual até o fim de 2018.

ARGENTINA DERRUBA EXPORTAÇÃO DE TRATORES


No acumulado até agosto o Brasil enviou ao exterior 8,6 mil máquinas agrícolas e de construção, anotando ligeira alta de 1,2%. Já o embarque de tratores de rodas (4,3 mil unidades) caiu 20,6% na comparação com iguais meses do ano passado pela retração no mercado argentino, principal destino desse equipamento.

“As vendas para o país vizinho já estavam afetadas por uma seca e sofrem agora o impacto da economia”, recorda Alfredo Miguel Neto. A queda em tratores de rodas foi compensada pelos modelos de esteiras, com 2,2 mil unidades vendidas ao exterior e alta de 112,6%. Os Estados Unidos são o principal destino do equipamento. A produção total até agosto soma 40,3 mil unidades e registra crescimento de 5,5%.



Tags: Máquinas agrícolas, Anfavea, Alfredo Miguel Neto, tratores de rodas, tratores de esteiras, retroescavadeiras, exportações.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência