Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Congresso SAE busca respostas sobre o futuro da mobilidade

Estratégia | 03/09/2018 | 22h40

Congresso SAE busca respostas sobre o futuro da mobilidade

Evento defende que a indústria precisa participar do processo de disrupção do setor

GIOVANNA RIATO, AB

A forma como as pessoas se deslocam já está em transformação. Para não perder o bonde, a indústria automotiva precisa ir além de suas entregas tradicionais e, assim, participar do processo de disrupção da mobilidade. Esta foi a mensagem de Mauro Correia, presidente da Caoa e da SAE Brasil, na abertura da 27ª edição do congresso da entidade, que começou na segunda-feira, 3, em São Paulo, e vai até a quarta-feira, 5. O evento, que diminuiu de tamanho nos últimos anos, acontece em paralelo com a Expo Alumínio.

Apesar de ser voltado a engenheiros automotivos, o Congresso SAE repete um movimento em curso em todo o setor automotivo ao abordar a mobilidade de forma mais ampla, indo além da área de pesquisa e das novas tecnologias para focar no desenvolvimento de soluções centradas nas pessoas. O objetivo é atender a uma crescente demanda regional, acompanhando a projeção de que 90% da população da América Latina vai viver em centros urbanos até 2020. Outra projeção destacada no evento é de que, nos próximos 30 anos a população global vai aumentar consideravelmente, para 9,8 bilhões de pessoas - mais um movimento que vai pressionar a evolução da maneira como as pessoas se deslocam.

“Garantir mobilidade é oferecer qualidade de vida. A indústria automotiva tem uma responsabilidade muito grande nesse processo. Precisamos participar dele e gerar a disrupção. O futuro da engenharia automotiva é promissor”, defendeu o Correia.



Richard Schwarzwald, presidente do Congresso SAE 2018 e diretor de qualidade da FCA para a América Latina, concorda. Ele diz que ficou para trás a era da indústria automotiva fechada, restrita. “A mobilidade urbana é outra se compararmos ao que vivemos há poucos anos. Os veículos são hoje plataformas digitais”, diz. Dan Ioschpe, líder do Sindipeças, resgatou o discurso que fez durante a apresentação do programa Inova Sindipeças, que busca arejar a cadeia de produção automotiva com novas tecnologias e modelos de negócio.

ROTA 2030 IMPULSIONA INOVAÇÃO


“As mudanças vão acontecer em velocidade maior do que estamos esperando”, afirmou, citando uma esperada evolução do carro autônomo, eletrificado e conectado. Ele, assim como Correia, entende que o Brasil precisa contribuir e participar da transformação. “A engenharia poderá gerar valor para mobilidade”, diz. Segundo Ioschpe, com o Rota 2030, novo conjunto de regras para o setor automotivo, as empresas da cadeia produtiva têm mais oportunidades de acessar verbas para investir em inovação e na própria reinvenção para que se mantenham relevantes neste novo cenário.

Antonio Megale, presidente da Anfavea, lembrou no evento que, com o Inovar-Auto, a política automotiva que valeu entre 2013 e 2017, a indústria automotiva melhorou em 15,4% a eficiência energética dos carros vendidos no Brasil. “Isso gera economia de R$ 7 bilhões em consumo de combustível para o consumidor anualmente”, calcula.

Ainda que o novo programa não seja a solução perfeita, capaz de atender a todas as demandas do setor automotivo, o executivo entende que a solução já traz uma grande vantagem ao garantir mais previsibilidade às empresas instaladas no Brasil, com um cronograma para a adoção de novas tecnologias de segurança e metas claras e de longo prazo de melhoria da eficiência energética.



Tags: mobilidade, Congresso SAE, disrupção, inovação.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência