Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Mercado de veículos pesados precisa de estabilidade econômica para continuar evoluindo
Schiemer, presidente da Mercedes, analisa cenário atual e fatores que afetam o mercado de caminhões (Foto: Luis Prado)

Conjuntura | 27/08/2018 | 13h42

Mercado de veículos pesados precisa de estabilidade econômica para continuar evoluindo

Presidente da Mercedes-Benz defende um horizonte com condições macroeconômicas mais favoráveis

SUELI REIS, AB

O mercado de veículos pesados respira um pouco mais aliviado este ano, uma vez que as projeções apontam para um novo crescimento das vendas de caminhões e ônibus. No entanto, embora haja algumas condições que venham favorecendo a retomada do setor, como o agronegócio, este não pode ser o único pilar para um mercado saudável, que necessita de outros setores para continuar a reagir e trazer maior estabilidade econômica. Essa é a visão do presidente da Mercedes-Benz, Philipp Schiemer, que apontou algumas necessidades para a continuidade da evolução do mercado de pesados durante o Workshop Planejamento Automotivo 2019, realizado por Automotive Business na segunda-feira, 27, em São Paulo.

“Em 2019, teremos a continuação da evolução da economia, com alguns setores em alta, como a agricultura, que está bem estruturada. Por outro lado, a indústria e outros setores ainda dependem de resoluções que virão com as eleições. E esse crescimento só será possível se houver condições macroeconômicas mais favoráveis”, afirma Schiemer, ao analisar o cenário atual e suas perspectivas para o próximo ano.



O cenário de 2018 ainda é favorável por alguns outros fatores, indica Schiemer. Mesmo com a retomada lenta, o ambiente de negócio está melhor e vem reagindo conforme o Produto Interno Bruto (PIB) evolui: reflexo de uma inflação sob controle, o que mantém os juros mais baixos. “Hoje a Selic está em 6,5% ao ano, eu diria que é um valor aceitável, mesmo ainda sendo alto com relação aos juros de outros lugares no mundo”, comenta.

O executivo é enfático ao dizer que o mais necessário atualmente é a confiança. No caso do mercado de caminhões e ônibus, o crescimento de 24,7% previsto pela indústria para este ano levará a um volume estimado em 79,5 mil unidades, patamar semelhante ao de 2015, lembrou Schiemer. Segundo o executivo, o mercado será basicamente impulsionado pelo segmento de pesados e extrapesados, que atendem massivamente o agronegócio. “Os demais segmentos – como leves e semipesados, onde está concentrado o maior número de autônomos, por exemplo, ainda enfrentam uma letargia. Estão crescendo, mas em escala muito menor que os extrapesados. Falta confiança para a volta às compras.”

Schiemer defende uma agenda econômica que volte a priorizar os investimentos em infraestrutura. “Todos sabemos que o País precisa de uma infraestrutura melhor, estradas em melhores condições, logística mais eficiente e construção civil. Tudo isso pode retornar com uma gestão que dê um horizonte de política econômica estável para os próximos anos e isso poderá gerar um bom impacto para o mercado.”

Ele aponta ainda a necessidade de tirar das ruas os caminhões antigos. “É muito bonito falar de eletrificação, mas temos de discutir a renovação de frota e olhar com responsabilidade para as condições desses caminhões. Teremos muito mais benefícios em tirar os produtos mais velhos das ruas e colocar outros mais novos antes de pensar nos desafios da eletrificação para o Brasil, como a distribuição de energia para recargas, se a energia será mesmo limpa ou o que vamos fazer com as baterias depois de sua vida útil”, alertou.

Embora o executivo admita que a Mercedes desenvolva modelos elétricos no exterior, como uma linha de caminhões leves que está sendo testada na Ásia, ainda não há definições sobre sua vinda para o Brasil. “No curto prazo vamos avançar [nesta questão], mas não aqui.”



Tags: Caminhões, veículos comerciais, veículos pesados, ônibus, mercado, Mercedes-Benz, Workshop Planejamento, planejamento, Philipp Schiemer.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência