Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Iochpe-Maxion terá roda de liga leve flexível

Indústria | 14/08/2018 | 15h42

Iochpe-Maxion terá roda de liga leve flexível

Inovação foi revelada pela empresa durante comemoração de 100 anos

SERGIO QUINTANILHA, PARA AB

A empresa brasileira Iochpe-Maxion, líder mundial na fabricação de rodas automotivas, está desenvolvendo com a Michelin um modelo de liga leve flexível para equipar veículos premium. O anúncio foi feito na terça-feira, 14, pelo CEO da companhia, Marcos Oliveira, durante evento de comemoração de 100 anos da Iochpe-Maxion.

A roda está em testes com duas montadoras da Europa e da Ásia, em veículos que usam rodas com aros de grandes dimensões. O desenvolvimento estaria em fase avançada, mas Oliveira não informa quando o lançamento vai ocorrer.

Durante a apresentação, o CEO da Iochpe-Maxion mostrou que a nova roda é capaz de enfrentar buracos e outros obstáculos sem quebrar ou trincar. Ela acompanha a deformação do pneu e depois volta para seu diâmetro normal.

A estreia ocorrerá em carros de luxo, mas existe a possibilidade de aplicação em outros veículos, caso seja alcançado um custo compatível. Marcos Oliveira recorda que as rodas são o terceiro item a ser definido no design de um novo carro, pois seu estilo determina o aspecto lateral do veículo. Além da roda flexível a Maxion lançará no fim 2019 rodas de liga leve coloridas para os segmentos B e C, por meio do projeto MCPA, de aplicação multicolor. Também está em desenvolvimento uma roda que acumula menos sujeira.

31 FÁBRICAS EM 14 PAÍSES


As rodas automotivas respondem por 82% dos negócios da Iochpe-Maxion. A empresa foi criada em 1918 no setor de madeireira e atualmente tem seu principal foco na indústria automobilística, mas atua também no segmento de ferrovias. Tem 31 fábricas em 14 países e emprega cerca de 15 mil pessoas.

É uma empresa brasileira com atuação global que produz mais de 60 milhões de rodas por ano e ainda tem a maioria de suas ações sob controle da família Ioschpe. A receita operacional foi de R$ 7,5 bilhões em 2017 e já alcançou R$ 4,5 bilhões no primeiro semestre de 2018. Segundo a companhia, 75% das receitas são provenientes de negócios no Brasil.

As rodas de alumínio são responsáveis por 33,9% dos negócios da companhia, enquanto as rodas de aço respondem por 27,7% (ambas para veículos leves). As rodas para veículos comerciais representam 20,2% dos negócios. O restante é completado por componentes estruturais de veículos comerciais, especialmente picapes.

No primeiro semestre de 2018 a Iochpe-Maxion investiu R$ 168 milhões para a expansão de sua capacidade na fabricação com alumínio na Europa e América do Norte, na estamparia de veículos pesados na região Nafta e em uma nova fábrica de rodas de liga leve na Índia. Por causa do tamanho potencial do mercado indiano, essa é a grande aposta da empresa brasileira para o futuro próximo.

Mundialmente, a Maxion detém 18% do mercado de rodas de aço e cerca de 5% do segmento de rodas de alumínio. A empresa não fabrica calotas, mas desenvolveu rodas de aço com design e acabamento que lembram as de liga leve – a estreia desse produto ocorreu no Renault Kwid e esse é um novo negócio a ser explorado.

Segundo Marcos Oliveira, o design das rodas é um fator muito importante para as montadoras. Os maiores clientes da Iochpe-Maxion em nível mundial são a Daimler, o Grupo Volkswagen, a Ford e a Aliança Renault Nissan Mitsubishi.

O consumidor brasileiro se mostra cada vez mais exigente quando se trata de rodas de liga leve e essa opção (que custa cerca de quatro vezes mais que as de aço) já equipa quase 50% dos carros zero-quilômetro no País; no mundo essa proporção é de 25%. Mas os modelos de aço ainda formam um mercado bastante promissor porque carros de locadoras e de motoristas de aplicativo (em que as vendas estão crescendo) não necessitam do visual mais atraente das rodas de alumínio.

A reunião com a imprensa mostrou que a Iochpe-Maxion completa seu centenário com uma visão mais contemporânea em termos de comunicação. Embora a maioria dos carros que saem das montadoras use rodas da Maxion, poucos consumidores sabem que elas são produzidas no Brasil por uma empresa que tem uma força mundial rara no segmento de autopeças.

Assista ao vídeo que mostra a flexibilidade da nova roda:




Tags: Iochpe-Maxion, Marcos Oliveira, rodas de liga leve, rodas de aço, Daimler, Grupo Volkswagen, Aliança Renault Nissan Mitsubishi.

Comentários

  • DENILSONRODRIGUES DA SILVA

    Meorgulho de trabalhar nesta empresa!

  • RodrigoGiornes Torres

    Satisfaçãoenorme em fazer parte da empresa por quase 25 anos.

  • Ricardode Paiva

    Émuito gratificante trabalhar numa empresa que está sempre em busca da inovação, isso inspira seus colaboradores.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência