Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Venda de pneus cresce apenas 2,3% no primeiro semestre

Balanço | 07/08/2018 | 17h34

Venda de pneus cresce apenas 2,3% no primeiro semestre

Fabricantes instalados no Brasil entregaram 28,9 milhões de unidades

REDAÇÃO AB

A venda de pneus no primeiro semestre somou 28,9 milhões de unidades e registrou pequena alta de 2,3% sobre o mesmo período do ano passado. Esse ligeiro crescimento foi possível pelo fornecimento às montadoras, em que os 7,6 milhões de pneus fornecidos resultaram em alta de 28,3% na comparação com a primeira metade de 2017.

Já o mercado de reposição, o de maior volume, encolheu. O período teve 21,3 milhões de pneus repassados às revendas, 4,6% a menos na comparação interanual. Os números da Anip também mostram que a alta foi puxada pelos pneus de carga (3,5 milhões de unidades e alta de 9,2%) e de motos (4,85 milhões, acréscimo de 7,9%).

“O resultado poderia ter sido melhor, já que tínhamos registrado um forte aumento nas vendas nos primeiros meses. Mas sentimos o impacto da paralisação em maio (do setor de transporte rodoviário) e da Copa do Mundo, que afetaram o funcionamento das linhas de produção e as vendas no varejo”, diz o presidente executivo da Anip, Klaus Curt Müller.

Vale ressaltar que no caso dos pneus para motos a Anip omitiu em seu estudo o volume de venda às montadoras, o que resultaria em cerca de 700 mil pneus a mais do que o informado.

A balança comercial registra saldo positivo de US$ 13,1 milhões, apesar de o volume importado ser mais alto em 2 milhões de unidades, o que indica que os fabricantes locais estão enviando ao exterior itens de maior valor agregado.

Veja abaixo os resultados da Anip para o 1º semestre de 2018:




Tags: Pneus, Anip, carga, duas rodas, motos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência