Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Motos de alta cilindrada obtêm alta de 11% no semestre
Honda puxou para cima o segmento de alta cilindrada com a venda de 5,6 mil unidades no primeiro semestre

Mercado | 17/07/2018 | 18h57

Motos de alta cilindrada obtêm alta de 11% no semestre

Aumento ficou acima da média do segmento de duas rodas, cujas vendas subiram menos de 7% no período

MÁRIO CURCIO, AB

A venda de motos com cilindrada acima de 450 cc somou no primeiro semestre 18,6 mil unidades, registrando alta de 11% sobre o mesmo período do ano passado. O crescimento é maior que o da média do mercado de duas rodas, cujos emplacamentos totais subiram 6,9% na comparação interanual.

O crescimento foi puxado pela Honda, líder de mercado, que vendeu 5,6 mil unidades de alta cilindrada de janeiro a junho, 48% a mais que no mesmo período do ano passado. Outra marca com crescimento acentuado em 2018, mas sobre uma base bem menor, foi a J.Toledo Suzuki. Com 1,8 mil motocicletas, registrou alta de 205% sobre a primeira metade do ano passado.

Aparentemente, a estratégia da J.Toledo em concentrar-se em motos Suzuki de alta cilindrada e deixar o segmento de baixa cilindrada para a divisão JTZ (leia aqui) está dando certo.

Outras marcas com tradição em motos grandes registraram alta. A Harley-Davidson vendeu 2,6 mil unidades e anotou acréscimo de 3%. Da Kawasaki foram licenciadas 1,4 mil unidades de alta cilindrada, 14% a mais que na primeira metade de 2017. A Triumph teve 2,2 mil motos emplacadas em 2018 e cresceu 15,3%.

Também é verdade que algumas montadoras perderam espaço no segmento de alta cilindrada. Chama a atenção o desempenho da Yamaha. Suas vendas totais (alta e baixa cilindradas) somaram 61,6 mil unidades e cresceram 8,9%, mas no segmento acima de 450 cc a montadora emplacou pouco mais de 1,8 mil unidades e anotou queda de 40%. Entre os motivos estão a saída de linha da XT 660 e a retração nas vendas da MT 07 e da MT 09.

Como a Yamaha, a BMW anotou alta geral, mas queda em alta cilindrada. Seus emplacamentos totalizaram mais de 3 mil unidades e cresceram 18% quando computadas as motos G 310 R e G 310 GS. No entanto, quando olhados apenas os modelos acima destes, a marca registra retração de 12,8%.

A Ducati teve um fraco desempenho neste primeiro semestre, com a venda de 453 motos, 17% a menos que na primeira metade do ano passado.



Tags: Motos, alta cilindrada, Honda, Suzuki, Yamaha, BMW, Harley-Davidson, Suzuki, Kawasaki, Triumph, Ducati.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência