Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Venda de motos cai para 74,1 mil unidades em junho

Mercado | 03/07/2018 | 17h09

Venda de motos cai para 74,1 mil unidades em junho

Setor registrou 2º pior mês do ano pela greve dos caminhoneiros e outros fatores; no semestre, alta é de 6,9%

MÁRIO CURCIO E PEDRO KUTNEY, AB

A venda de motos em junho somou apenas 74,1 mil unidades, o segundo pior resultado do ano, atrás apenas de fevereiro, quando ocorreu o carnaval. A média diária de vendas recuou para 3,5 mil unidades, depois de alcançado cerca de 4 mil motos/dia em meses recentes. Os números foram divulgados pela Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionários.



- Faça aqui o download dos dados da Fenabrave
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



Na comparação com os emplacamentos de maio, o setor anotou queda de 8,8%, a maior de todos os segmentos de veículos, em parte por causa da greve dos caminhoneiros, de acordo com a Fenabrave. No acumulado do ano foram emplacadas 457 mil motos, número 6,9% maior que o anotado no primeiro semestre do ano passado.

Vale dizer que outros dois fatores podem explicar a retração das vendas em junho. As festas juninas costumam ter efeito negativo sobretudo no Nordeste, a segunda região mais importante em venda de motocicletas. A Copa do Mundo seria outro ponto desfavorável. Com a renda comprometida com um novo televisor, muitos consumidores acabaram deixando a moto zero-quilômetro para depois.

FENABRAVE AJUSTA PROJEÇÃO PARA CIMA


A Fenabrave fez um pequeno ajuste de sua previsão para o setor de motos. Em vez de 903,1 mil unidades e alta de 6,1% sobre o ano de 2017, a entidade estima agora 917 mil motos e crescimento de 7,7% nas vendas. A crença da Fenabrave decorre do desempenho do primeiro semestre e de uma pequena recuperação do crédito, com a taxa de aprovação das propostas de financiamento estabilizada em torno de 20%, não mais em 15% como ocorria até o ano passado.

“Vemos boas perspectivas com a recuperação das classes C e D, onde estão os principais consumidores de motos”, diz Carlos Porto, vice-presidente da Fenabrave.





Tags: Motos, motocicletas, Fenabrave, Carlos Porto, vendas, emplacamentos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência