Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
JAC corta pela metade projeção de crescimento
O SUV T40: JAC espera normalização das entregas de seu carro mais vendidos no País para continuar a crescer

Mercado | 02/07/2018 | 19h33

JAC corta pela metade projeção de crescimento

Marca chinesa esperava crescer 100% em vendas, agora estima 50%

REDAÇÃO AB

Diante da reversão de expectativas econômicas que veio à tona após a paralisação dos caminhoneiros entre fim de maio e começo de junho, o que foi confirmado pelo fraco resultado do mercado de veículos em junho (leia aqui), a JAC Motors cortou pela metade sua projeção de crescimento este ano. A marca previa dobrar as vendas neste ano e agora estima alcançar avanço de 50%.

Ainda assim, o porcentual é bastante acima da média de crescimento esperada do mercado todo este ano, que a importadora do empresário Sergio Habib também já tratou de revisar para baixo: projeta ampliação de volumes em 8% em 2018 sobre 2017 – enquanto a Anfavea estimava, até o mês passado, 11%.

“Em maio, a desaceleração foi causada pela greve dos caminhoneiros. Já em junho a fraca performance do mercado automotivo teve diversas causas, sendo que a principal foi a queda de confiança do consumidor”, avalia Sergio Habib, presidente do Grupo SHC e da JAC Motors Brasil.

Em nota distribuída à imprensa no primeiro dia útil de julho, com os resultados consolidados do primeiro semestre, o empresário afirma que uma soma de fatores contribui para a retração dos consumidores: “Consequências da própria greve, alta do dólar, queda da Bolsa e indefinição do processo eleitoral deste ano. Todos esses temas reunidos minaram a confiança”, explica, lembrando ainda que mês de Copa do Mundo também atrapalha a venda de automóveis.

“Em razão dessa estagnação nos últimos dois meses, a JAC Motors reviu [de 100% para 50%] sua projeção de crescimento [de vendas] para 2018”, diz o comunicado da empresa. Para alcançar esse porcentual, a JAC informa que conta com a regularização logística para a entrega de seu modelo mais vendido, o T40 CVT, além de prever mais dois lançamentos este ano.

Apesar de a base de comparação ser muito baixa – em função da sobretaxação a veículos importados e imposição de cotas que vigorou com o Inovar-Auto até o fim de 2017 –, a JAC anotou elevada evolução porcentual de vendas na primeira metade do ano. Em junho a alta foi de 55,9% sobre o mesmo mês do ano passado, com apenas 385 unidades negociadas. A marca chinesa acumula 2,2 mil carros vendidos no Brasil no primeiro semestre, número 33% superior aos 1.654 emplacamentos registrados no mesmo intervalo de 2017.



Tags: JAC Motors, mercado, vendas, emplacamentos junho 2018, projeções.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência