Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Grupo Volvo amplia atuação no Nordeste com negócio entre concessionários
Tracbel compra Apavel do Nordeste e eleva para 22 o número de concessionárias no Brasil

Negócios | 15/06/2018 | 20h54

Grupo Volvo amplia atuação no Nordeste com negócio entre concessionários

Tracbel compra operações da Apavel e passa a atender o mercado de caminhões e ônibus na região

SUELI REIS, AB | De Fortaleza (CE)

O Grupo Volvo reforça sua atuação na região Nordeste por meio do distribuidor Tracbel, um dos 13 grupos econômicos que mantém a rede de concessionárias da marca no Brasil e que anuncia a compra da rede Apavel, tradicional representante de caminhões e ônibus Volvo na região, com casas nos estados do Ceará, Maranhão e Piauí. Com a aquisição, a Tracbel, que há mais de 30 anos é especializada na venda e pós-venda de máquinas e equipamentos da Volvo CE, passa a representar também a divisão de veículos comerciais pesados no Nordeste. A empresa ingressou no negócio de caminhões e ônibus Volvo em 2016, começando pela região Norte, nos estados do Pará e Amapá.

O anúncio da compra da Apavel foi feito pelo CEO da Tracbel, Luiz Gustavo Rocha de Magalhães Pereira, na quinta-feira, 14, em evento na concessionária Apavel de Fortaleza (CE), considerada a maior da rede Volvo em todo o País em termos de área (são 10 mil metros quadrados de área construída em um terreno de 40 mil m2). As operações desta e das outras três concessionárias Apavel – Teresina (PI), Imperatriz e São Luiz (MA) - passam a fazer parte do escopo da Tracbel e se somam às 18 unidades de sua nova controladora, uma empresa multimarcas agora presente em todas as regiões do País. Além de caminhões e ônibus Volvo, máquinas da Volvo CE e motores Volvo Penta, a Tracbel também distribui as marcas SDLG (que pertence ao Grupo Volvo), Michelin, Massey Ferguson, SP e Tigercat, para diferentes mercados, como agrícola, florestal, mineração e construção.

“Esse investimento que a Tracbel está fazendo com a aquisição da Apavel faz parte de nossa estratégia de ampliar os negócios e atuação no Brasil em segmentos diversificados. É a realização do sonho de expandir a marca; acreditamos que esse novo passo vai trazer produtividade, sinergia e lucratividade para os clientes”, comemora Luiz Gustavo, que anunciou o negócio ao lado do pai e um dos fundadores da Tracbel, Luiz Gonzaga de Magalhães Pereira. “Esperamos continuar nesse caminho, ainda que cresçamos menos neste momento, com a estratégia de ganhar na redução do custo e no aumento das vendas. Vamos ter sucesso aqui também como tivemos em outros lugares do Brasil”, afirma Luiz Gonzaga.

A Tracbel, que não revela o valor da compra (sigilo empresarial), decidiu manter o nome das concessionárias Apavel, diferente do que fazia em outras aquisições, que acabavam incorporando o nome da rede. Segundo Luiz Gustavo, a decisão se deve ao que a Apavel representa no mercado – são 35 anos de atuação na região. Ele garante que também serão mantidas as estruturas das quatro concessionárias e suas áreas operacionais. Somando as redes Apavel e Tracbel, as 22 filiais cobrem 70% do território nacional. As empresas representam cerca de 10% das vendas de comerciais pesados da Volvo no Brasil.

NOVAS CASAS E FORMATOS


A Tracbel ampliará ainda mais a sua rede com a inauguração de quatro revendas previstas para os próximos doze meses no Norte e Nordeste: um investimento de R$ 30 milhões para a compra de ativos e imóveis para as novas filiais em Itaiatuba (PA), Boa Vista (RR) e Balsas (MA).

“O nosso primeiro ano de atuação com caminhões e ônibus e que começou pela região Norte se mostrou dentro do esperado, apesar do momento difícil e conturbado do mercado no ano em que entramos [2016]. Percebemos que há oportunidades de expansão em regiões e praças que ainda não contam com representação da Volvo. Boa Vista e Itaituba são exemplos disso: em Itaituba, por exemplo, há um grande potencial, já era para ter acontecido, mas a falta de infraestrutura e rodovias causa lentidão no processo. Em Balsas, há grandes expectativas para atender transportadoras do segmento agrícola, com que está emergindo na região”, avalia Luiz Gustavo.

O CEO diz que continuará com a estratégia de investimento também no pós-venda em toda a rede, ponto forte tanto da Tracbel quanto da Apavel. Durante a crise, foi o que sustentou os negócios, uma vez que as vendas de veículos e equipamentos novos estavam enfraquecidas.

O diretor de desenvolvimento de concessionárias do Grupo Volvo para a América Latina, Adriano Merigli, a Tracbel será o primeiro concessionário na região a aplicar o novo formato Volvo Express, que se trata de filiais menores e focadas em serviços rápidos, como troca de óleo, por exemplo. “Vamos testar primeiro na nova unidade de Balsas, no Maranhão, mas a ideia é expandir para outras unidades e regiões”, afirma. O modelo é formado por módulos do tipo contêiner, com quatro boxes, sendo dois para a troca de óleo com vala. “Toda a rede Volvo está focada também no pós-venda: a ideia é trazer de 40% e 45% da frota circulante para as revendas. É uma área importante e foi o que sustentou parte dos negócios durante os dois anos de crise.”



Tags: Volvo, Grupo Volvo, caminhões, ônibus, concessionária, Tracbel, Apavel, veículos pesados.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência