Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Legislação | 05/06/2018 | 17h49

Conselho aprova redução de emissão de carbono no RenovaBio até 2028

Meta prevê reduzir em 10% as emissões da matriz de combustíveis no Brasil pelos próximos 10 anos

REDAÇÃO AB COM AGÊNCIA BRASIL

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou na terça-feira, 5, as metas de redução de emissão de carbono previstas no RenovaBio, nova política nacional de biocombustíveis aprovada no fim do ano passado. Pela proposta, o governo se compromete a reduzir em 10% as emissões de carbono na matriz de combustíveis do País até 2028. O texto segue agora para aprovação do Palácio do Planalto.

O objetivo é passar dos atuais 74,25 gramas equivalentes de dióxido de carbono por Megajoule (CO²/MJ) para 66,75g CO²/MJ, o que corresponde à retirada de 600 milhões de toneladas de carbono da atmosfera. Para isso, o programa pretende ampliar a participação dos combustíveis renováveis de maneira compatível com o crescimento do mercado. A intenção é ampliar para 18% a participação dos biocombustíveis na matriz energética até 2030. Uma das alternativas é o biogás, que tem alto potencial de uso no Brasil.

“O RenovaBio é um caminho de mudança e transformação, responsável por importantes conquistas na redução de emissões de gases de efeito estufa”, declarou o ministro de Minas e Energia (MME), Moreira Franco.

Com a aprovação das metas, o próximo passo será a regulamentação dos mecanismos de certificação da produção de biocombustíveis e do crédito de descarbonização (CBIO).



Tags: RenovaBio, emissões, carbono, matriz energética, biocombustíveis, biogás.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência