Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Conjuntura | 24/05/2018 | 21h15

Sem peças, todas as fábricas de veículos param na sexta

Paralisações dos caminhoneiros afetam a indústria; governo anuncia acordo mas entidades prometem continuar com a greve

REDAÇÃO AB

“A partir do dia 25 (sexta-feira) todas as montadoras de veículos no Brasil estarão com suas linhas de produção paradas”, confirmou Antonio Megale, presidente da Anfavea, a associação das fabricantes instaladas no País. Depois de quatro dias sem suprimentos por causa da greve dos caminhoneiros, as fábricas ficaram sem peças para produzir.

Em nota distribuída na quinta-feira, 24, Megale destacou os efeitos negativos que a paralisação traz ao desempenho do setor: “A greve dos caminhoneiros afetará significativamente nossos resultados tanto para as vendas, quanto para a fabricação e exportação”, afirmou.

O dirigente também lembra que a situação afetará as contas públicas: “A indústria automobilística gera de impostos mais de R$ 250 milhões por dia e, por isso, esta paralisação gerará forte impacto na arrecadação do País”, sublinhou.

Segundo balanço da Anfavea, na quinta-feira pelo menos 19 fábricas de veículos já tinham paralisado a produção devido à greve das transportadoras e caminhoneiros contra o aumento dos preços do diesel, que afeta todo o País desde a segunda-feira passada.

Apesar do aceno da Petrobras, que reduziu em 10% o preço do diesel nas refinarias e prometeu congelar os reajustes pelas próximas duas semanas, os bloqueios de estradas continuaram na quinta-feira. Após sete horas de reunião em Brasília entre representantes do governo e de diversas associações e federações de transportadores e caminhoneiros, a maioria das entidades aceitou suspender a paralisação dos caminhões por 15 dias. Pelo acordo, além de zerar a Cide sobre o diesel (medida já anunciada na terça, 22), o governo se comprometeu a ressarcir a Petrobras para que a estatal estenda por um mês o desconto de 10% sobre o combustível na bomba.



Tags: Greve dos caminhoneiros, fábricas de veículos, paralisação, indústria, produção, suprimentos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência