Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
BMW acelera processos de comércio exterior no Brasil
Embarque do BMW X1 brasileiro para Estados Unidos: processo simplificado

Indústria | 21/05/2018 | 21h05

BMW acelera processos de comércio exterior no Brasil

Empresa obtém certificação OEA e reduz burocracia de importação e exportação

REDAÇÃO AB

O BMW Group Brasil vai acelerar seus processos de comércio exterior. A empresa é a primeira das fabricantes de veículos premium que se instalaram no País em anos recentes a obter da Receita Federal a certificação de Operador Econômico Autorizado (OEA), que reduz a burocracia envolvida nas operações de importação e exportação, com isenção ou simplificação de algumas vistorias e, por consequência, liberação mais rápida das cargas da fabricante de veículos.

A certificação deve trazer redução de custos e de tempo nas operações da BMW no Brasil, que depende de muitas importações de componentes para montar seus carros em Araquari (SC), onde atualmente são produzidos o Série 3, X1, X3 e X4. A empresa também poderá usar a agilidade trazida pelo selo OEA para futuras exportações de veículos montados, como já aconteceu com o X1 que até o fim do ano passado era enviado aos Estados Unidos.

A certificação OEA é concedida pela Secretaria da Receita Federal para operadores da cadeia logística internacional que atendem a padrões específicos de segurança, conformidade e confiabilidade estabelecidos pelo Programa Mundial das Aduanas (OMA), com reconhecimento em mais de 70 países. O BMW Group Brasil recebeu o credenciamento em duas modalidades: OEA-S, referente à Segurança da Cadeia Logística, e OEA-C2, para as Obrigações Tributárias e Aduaneiras. Isso significa que a empresa pode fazer o transporte de bens importados ou exportados e pagar os tributos de forma automática, o que acelera esses processos.

A certificação OEA garante redução de custos logísticos, com diminuição dos processos de liberação no envio e recebimento de cargas nos portos, aeroportos e pontos de fronteiras para empresas certificadas. As cargas dos OEAs têm tratamento prioritário, com prazos menores de despacho e maior previsibilidade.

Outra vantagem importante do programa é o reconhecimento mútuo do credenciamento entre países, o que elimina duplicidade em controles de segurança, facilitando a verificação de mercadorias em circulação na cadeia logística nacional e internacional, redução do volume de cargas selecionadas para verificação, atendimento prioritário e dispensa de exigências na habilitação ou aplicação de regimes aduaneiros especiais que já tenham sido cumpridas no procedimento de certificação OEA.

“A certificação OEA é motivo de orgulho para todos nós do BMW Group Brasil e um reflexo do nosso empenho em atingir níveis de excelência não apenas na produção de veículos no País, mas também nos processos que envolvem importação e exportação de produtos BMW, Mini e BMW Motorrad”, celebra Helder Boavida, presidente da subsidiária brasileira da fabricante alemã.



Tags: BMW, comércio exterior, importação exportação, OEA Operador Econômico Autorizado, Receita Federal, regime aduaneiro.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência