Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Produção de motos cresce 17,6% no quadrimestre

Indústria | 14/05/2018 | 20h00

Produção de motos cresce 17,6% no quadrimestre

Fabricantes montaram 347,9 mil unidades, melhor número para o período desde 2015

MÁRIO CURCIO, AB

A produção de motos no primeiro quadrimestre atingiu 347,9 mil unidades e registrou importante alta de 17,6% sobre o mesmo período do ano passado. Este é o melhor resultado para o período desde 2015. Os dados são da Abraciclo, entidade que reúne os fabricantes do setor instalados em Manaus. aqui



- Faça aqui o download dos dados da Abraciclo
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



O crescimento da produção no período ocorreu para a maioria das montadoras. Sozinha, a líder Honda fabricou 285,5 mil, 16,1% a mais que no mesmo período do ano passado. A Yamaha anotou alta de 23,8%, a BMW, 62%, e a Harley-Davidson, 64%.

O crescimento na produção ocorreu até mesmo entre as marcas que registraram queda no varejo, o que indica confiança no mercado para os próximos meses. Os emplacamentos da Dafra, por exemplo, recuaram 51,2% em relação ao primeiro quadrimestre de 2017, mas sua produção cresceu 21,1% no período.

Os licenciamentos de Suzuki caíram 37%, mas sua produção subiu 16,3%. Kawasaki e Ducati também venderam menos no varejo, mas produziram mais. Os números mostram que as linhas de montagem trabalharam mais aceleradas neste começo de ano em diferentes fabricantes e segmentos.

Vale dizer também que os modelos com cilindrada acima de 450 cc voltaram a mostrar vigor desde setembro de 2017 (veja aqui).

“Quatro meses consecutivos de bons resultados fazem com que a indústria caminhe para um crescimento sustentável”, afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.



ATACADO E EXPORTAÇÕES


As vendas no atacado (das indústrias para suas concessionárias) atingiu de janeiro a abril 312,5 mil motos e cresceu 12,8% sobre igual período do ano passado. Essa alta é pouco maior que os 9,2% registrados nos emplacamentos e confirma a expectativa positiva do setor. A Abraciclo deve revisar suas projeções em algumas semanas para uma alta no mercado interno superior a 10%.

As exportações até abril somaram 30 mil motos e crescimento de 41,2% na comparação interanual. Até o fim do ano a Abraciclo previa 85 mil unidades enviadas ao exterior e crescimento próximo a 4% sobre 2017, mas, assim como ocorre com outros segmentos da indústria, a Argentina também é o principal destino das motos brasileiras e poderá comprometer o desempenho das exportações.



Tags: Abraciclo, motos, motocicletas, produção, vendas no atacado, Marcos Fermanian, Honda, Yamaha, BMW, Harley-Davidson, Ducati, Dafra, Suzuki, Kawasaki.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência