Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Inspeção veicular é adiada por tempo indeterminado

Legislação | 06/04/2018 | 13h13

Inspeção veicular é adiada por tempo indeterminado

Denatran alega ''necessidade de debate mais aprofundado'' para aplicar a medida

REDAÇÃO AB

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) decidiu suspender, por tempo indeterminado, a resolução nº 716, de 30 de novembro de 2017, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que tornaria obrigatória a Inspeção Técnica Veicular (ITV) para renovação do licenciamento anual (veja aqui). A decisão foi publicada na edição de sexta-feira, 6, do Diário Oficial da União (DOU).

Pela resolução, todos os veículos teriam de passar pela inspeção até o fim de 2019 como parte do processo de renovação do licenciamento. As inspeções teriam validade de dois anos. Os Detrans de cada Estado teriam até o dia 1º de julho deste ano para enviarem ao Denatran o cronograma necessário para realização dos procedimentos.

De acordo com o diretor do Denatran, Maurício Alves, a definição dos requisitos para elaboração do cronograma é um dos motivos que dificultam a implementação da resolução. “Estamos sempre atentos às demandas dos Detrans. Entendemos que esse processo precisa passar por um debate mais aprofundado para que possamos aplicá-lo da melhor maneira possível, com o mínimo de transtorno à população”, diz Alves.

Antonio Megale, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), ficou bastante desapontado com a decisão. “O adiamento é frustrante. Como representantes do setor, vamos falar com este e com o próximo governo para estabelecer a volta da inspeção em 2019. Achamos que já tivéssemos superado essa discussão no ano passado”, lamenta o executivo.

“Defendemos a inspeção e temos expectativa de que ela faça parte inclusive do Rota 2030”, conclui Megale.





Tags: Inspeção veicular, ITV, Denatran, Contran, Maurício Alves, Antonio Megale, Anfavea.

Comentários

  • MARCOANTONIO BUZZO

    Acreditoque antes disso deve ser discutida a renovação de frota aos veiculos antigos com taxas de juros possiveis e suportáveis, destino adequado dos veiculos antigos a serem sucateados, além do que levar-se em consideração o carater sócial do carro antigo que em comunidades rurais e cidades pequenas geralmente do norte e nordeste do pais sempre é a unica forma de se locomover para compra de alimentos, socorro de doentes ou mesmo viagens regulares até os médicos. Aceito que a poluição do ar tem que ser combatida, veiculos novos não poluem então esse é o caminho, renovação da nossa frota urgente.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência