Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Toyota faz recalls para quase 120 mil Corolla

Segurança | 04/04/2018 | 17h1

Toyota faz recalls para quase 120 mil Corolla

Sedã teve duas novas convocações por possível falha de airbag e na transmissão

REDAÇÃO AB

A possibilidade de problemas com airbags e com o câmbio automático CVT levou a Toyota a fazer dois diferentes recalls para o Corolla, num total de quase 120 mil carros envolvidos. A falha nas bolsas infláveis afeta todas as versões do sedã fabricadas entre 7 de janeiro e 20 de dezembro de 2013. São 53.635 unidades atingidas.

O problema ocorre com o deflagrador do airbag do passageiro, que pode se degradar diante de variações de temperatura e umidade, com risco de projeção de fragmentos metálicos para dentro do carro caso haja disparo da bolsa, o que pode levar até a ferimentos fatais. O atendimento já começou e o proprietário do carro deve agendar previamente a substituição de componentes em uma das concessionárias Toyota.

A outra convocação decorre de uma falha na programação da central eletrônica dos Corolla GLi 1.8 automáticos CVT fabricados entre 31 de outubro de 2013 e 11 de agosto de 2017. O problema pode levar ao mau funcionamento da válvula solenoide da transmissão, resultando no acendimento de uma luz vermelha no painel e na limitação da velocidade a 60 km/h.

São 65.963 os carros envolvidos. O atendimento começa em 16 de abril para a reprogramação da central ou reparo do câmbio. É possível obter mais informações pelo 0800 703 0206 ou no site www.toyota.com.br.
.

Veja abaixo a numeração de chassi dos carros convocados:






Tags: Toyota, recall, Corolla, airbag, CVT.


Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.