Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
FCA abre 3° turno em Pernambuco e Temer prorroga incentivo ao Nordeste

Indústria | 23/03/2018 | 19h36

FCA abre 3° turno em Pernambuco e Temer prorroga incentivo ao Nordeste

Fábrica contrata mais 1,5 mil e terá isenções de impostos até 2025

PEDRO KUTNEY, AB | De Goiana (PE)

O Polo Automotivo Jeep da FCA (Fiat Chrysler Automobiles) em Goiana (PE) passa a trabalhar em três turnos a partir deste mês, com a contratação de mais 1,5 mil empregados que se juntam aos 12,1 mil que já trabalhavam na planta. Com isso, a fábrica passa a operar em capacidade total de 250 mil unidades/ano – no ano passado, em dois turnos, foram produzidos 179 mil, sendo 35 mil deles (19,5%) exportados. O aumento das exportações e o bom desempenho de vendas dos modelos Jepp Renegade e Compass e Fiat Toro fabricados em Pernambuco determinaram a ampliação da produção na unidade.

O anúncio foi feito na sexta-feira, 23, por Sergio Marchionne, CEO da FCA, e pelo presidente da empresa para a América Latina, Stefan Ketter – que na mesma data transferiu o cargo para Antonio Filosa (leia aqui). Uma cerimônia repleta de políticos e ministros foi montada na planta para a divulgação da ampliação da operação, incluindo os titulares da Fazenda, Indústria (MDIC) e o mandatário da República de plantão, Michel Temer, que aproveitaram o palanque para fazer proselitismo das "conquistas econômicas" de seu governo de exceção. Para agradar a plateia local, Temer anunciou a extensão por mais cinco anos, até 2025, do Regime Automotivo do Norte, Nordeste e Centro-Oeste, que entre outros incentivos fiscais para montadoras instaladas nessas regiões garante desconto de IPI equivalente ao valor da arrecadação do PIS/Cofins.

Dessa forma, desviou-se o foco de dar qualquer satisfação sobre o programa de desenvolvimento do setor automotivo, o Rota 2030, que há um ano vem sendo discutido sem definição, devido ao desacordo da Fazenda em conceder qualquer tipo de isenção tributária ao setor. "Marcos Jorge (ministro interino do MDIC) é um forte defensor da indústria, e continua batalhando", limitou-se a dizer em seu discurso o titular da Fazenda, Henrique Meirelles, em alusão ao desentendimento entre os dois ministérios que interditou o Rota 2030.

O Regime Automotivo do Norte, Nordeste e Centro-Oeste foi criado nos anos 90 pelo governo de Fernando Henrique Cardoso, com duração inicial até 2010, com o objetivo de criar focos de desenvolvimento regional, ao incentivar fabricantes de veículos a migrar para fora dos polos industriais tradicionais do Sudeste. Foi aproveitado inicialmente pela HPE (montadora de veículos Mitsubishi e Suzuki) em Catalão (GO), pela Ford em Camaçari (BA) e Caoa-Hyundai em Anápolis (GO) – que em tese também serão beneficiadas pela extensão do programa. Em 2009 o regime foi estendido até 2020 pela gestão do presidente Lula, que no fim de 2010 promoveu outra modificação na legislação para acomodar a entrada da Fiat e seu projeto de fábrica em Pernambuco, mais tarde transformado no Polo Jeep.



Tags: FCA, Fiat Chrysler Automobiles, terceiro turno em Goiana, indústria, Polo Automotivo Jeep, Regime Automotivo, política industrial.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência