Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Ford começa a produzir Ecosport no Vietnã

Internacional | 13/03/2018 | 15h29

Ford começa a produzir Ecosport no Vietnã

É o sexto país a fabricar o SUV, que foi feito primeiro no Brasil; China, Índia, Romênia e Rússia completam a lista

REDAÇÃO AB

A Ford anuncia o início da produção do novo EcoSport em sua fábrica de Hai Duong, no Vietnã, o sexto país no mundo a montar o modelo, cujo desenvolvimento global foi liderado pela equipe de engenheiros da montadora no Brasil, onde começou a ser fabricado primeiro. Atualmente, o SUV é feito também na China (Chongqing), Índia (Chenai), Romênia (Craiova) e Rússia (Elabuga). A cerimônia do início da produção também marcou os 20 anos de presença da Ford no mercado vietnamita.

Para o Sudeste Asiático, o SUV é oferecido em duas opções de motores, o EcoBoost 1.0 e o novo motor 1.5 de três cilindros, ambos a gasolina, com transmissão manual de cinco velocidades ou opção automática de seis. O modelo é equipado com central multimídia Sync 3 e câmera de ré, entre outros recursos. O EcoSport é o modelo da Ford mais vendido no Vietnã.

“O novo EcoSport é o resultado de meses de pesquisas e trabalho numa cooperação global entre engenheiros e executivos da Ford no Brasil, Reino Unido, Alemanha, Austrália e Ásia, incluindo o Vietnã”, lembrou o diretor geral da Ford Vietnã, Pham Van Dung.



Tags: Ford, EcoSport, fábrica, Vietnã, SUV.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência