Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Carreira | 02/03/2018 | 20h50

Mark Hogan deixa legado de diversidade na Toyota

Executivo sai para dar lugar a profundas mudanças anunciadas pelo presidente Akio Toyoda

REDAÇÃO AB

Citando a necessidade de ser rápido e flexível em uma indústria em franca transformação, o presidente Akio Toyoda, anunciou na sexta-feira, 2, mudanças importantes no conselho de administração da Toyota, formado por nove pessoas no total e cuja posse se dará logo após a reunião anual de acionistas da empresa, em junho. Entre as mudanças, o executivo nomeou, pela primeira vez na história da montadora, uma mulher para o cargo de diretora no conselho, a japonesa Teiko Kudo, que deixa a direção executiva do banco Sumitomo Mitsui Banking. Ao mesmo tempo, foi anunciada a aposentadoria de Mark Hogan, ex-executivo da GM e o primeiro não japonês incluído na cúpula de diretores da companhia. Hogan, que presidiu a GM do Brasil entre 1992 e 1997, voltou aos Estados Unidos, quando conheceu Akio Toyoda, época em que as montadoras tinham uma joint venture para a produção de motores. Hogan tornou-se então um aliado de Toyoda.

Apesar de sua saída da diretoria da Toyota, Hogan continuará sendo membro do International Advisory Board da empresa, além de chairman da North America Advisory Board e Advisor de Steve St.Angelo, CEO da filial para a America Latina.

“Ter velocidade e estar aberto são fundamentais para a sobrevivência nesta era de transformação profunda”, disse Toyoda em comunicado. “Se eles vieram da empresa ou não, podemos discutir coisas com uma mente aberta e ir além das formas passadas de fazer coisas para implementar rapidamente novas idéias arrojadas. É isso que estamos apontando com a mudança estrutural”, completou.

A diversidade iniciada em 2013 com a chegada de Hogan ao conselho será muito mais expressiva no próximo comando da montadora. Toyoda trouxe ainda dois outros diretores até então estranhos ao universo Toyota. Um deles é o britânico ex-atleta paralímpico Philip Craven, campeão cinco vezes em basquete com cadeira de rodas entre 1972 a 1988, com medalhas de ouro, prata e bronze - ele é ex-presidente do Comitê Paralímpico Internacional e atuou como membro da comissão de coordenação dos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008. Outro é o francês e chefe de competitividade da montadora Didier Leroy. Também foram promovidos ao conselho o atual vice-presidente executivo, Koji Kobayashi, e o ex-vice-ministro da Economia e Indústria do Japão, Ikuro Sugawara.



Tags: Toyota, Akio Toyoda, Mark Hogan, diversidade, conselho.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência