Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Geely segue nas compras, agora com 10% da Daimler por US$ 9 bilhões

Internacional | 27/02/2018 | 15h39

Geely segue nas compras, agora com 10% da Daimler por US$ 9 bilhões

Aquisição torna montadora chinesa a maior acionista do grupo alemão

REDAÇÃO AB

A fabricante chinesa Geely continua comprando operações europeias. O lance mais recente dessa estratégia foi a aquisição de 9,7% de participação na Daimler, empresa que controla a Mercedes-Benz. A transação envolveu cerca de US$ 9 bilhões, de acordo com a Bolsa de Valores de Frankfurt. Dessa forma a Geely se tornou o maior acionista da empresa alemã. Este também teria sido o maior investimento feito por uma companhia chinesa em uma montadora internacional.

A Geely tem se mostrado ávida em adquirir participações em montadoras europeias. No meio do ano passado se aproximou da FCA (Fiat Chrysler), gerando rumores e especulações por algumas semanas sobre a aquisição da companhia pelos chineses. O empresário Li Shufu, que controla a Geely, tentou se aproximar da FCA a fim de explorar a expansão de seus negócios fora do mercado doméstico.

A chinesa causou espanto no mundo corporativo das grandes montadoras em 2010, quando comprou a Volvo Cars da Ford. Mais recentemente, no fim de dezembro passado, desembolsou mais US$ 3,3 bilhões para adquirir participação de 8,2% na unidade de caminhões da marca sueca, a Volvo Trucks. Também levou em 2017 metade da montadora malaia Proton, e o controle acionário da Lotus, tradicional fabricante inglesa de esportivos.

A marca Geely atuou no Brasil entre 2014 e 2016 representada pelo Grupo Gandini, também importador da coreana Kia. Com 26 concessionárias, foram vendidas pouco menos e 2 mil unidades. Os carros eram montados sob responsabilidade de Gandini na Nordex, no Uruguai, e trazidos ao Brasil. A produção no país vizinho parou em 2016.



Tags: Geely, Daimler, Mercedes-Benz, FCA, Fiat Chrysler, Volvo, Proton, Lotus.

Comentários

  • CarlosSilva

    Causa-meestarrecimento o governo alemão não ter tomado qualquer atitude para evitar que a chinesa Geely comprasse 9,7 % das ações da Daimler (Mercedes-Benz). A montadora alemã é um dos ícones do capitalismo da Alemanha e um orgulho para o seu povo. Diversos grupos chineses estão comprando empresas nos EUA, Brasil, Alemanha etc. o que é bem preocupante.

  • Josuéde Castro

    Parabénspara a chinesa Geely!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência