Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
FCA Fiat Chrysler quase dobra lucro líquido em 2017

Balanço | 29/01/2018 | 18h07

FCA Fiat Chrysler quase dobra lucro líquido em 2017

Ganhos do grupo atingem € 3,51 bilhões, ajudado pelas vendas de utilitários

REDAÇÃO AB

A FCA (Fiat Chrysler Automobiles) informou em comunicado que seu lucro líquido quase dobrou em 2017 ao atingir € 3,51 bilhões, ante € 1,81 bilhão apurados no ano anterior, representando aumento de 93%. O lucro líquido ajustado ficou em € 3,77 bilhões, aumento de 50%. Já o faturamento líquido ficou estável em € 110,9 bilhões, com vendas globais também iguais às de 2016, ao repetir o volume de 4,7 milhões de veículos. O grupo considera que seus resultados positivos se devem especialmente ao bom desempenho dos segmentos de picapes e utilitários esportivos.

O EBIT (ganhos antes de impostos e despesas financeiras) ajustado da companhia cresceu 16%, avançando para € 7,1 bilhões, com margem de 6,4%. A meta da FCA em diminuir o endividamento industrial foi cumprida, com a redução das dívidas à metade, para € 2,4 bilhões.

Segundo a FCA, os resultados financeiros estão em linha com o plano quinquenal, que em 2018 entra em seu último ano. Para este ano fiscal, as projeções são de aumento de 12% na receita, para € 125 bilhões, EBIT ajustado de € 8,7 bilhões, o que significaria alta de 22,5%, e lucro líquido ajustado de € 5 bilhões, que se alcançado, terá crescido 32,6% sobre 2017.

Entre as regiões, o destaque foi a América Latina (exceto México), onde o faturamento cresceu 29%, passando de € 6,19 bilhões para € 8 bilhões, impulsionado pelo efeito positivo de novos produtos, principalmente Fiat Argo, Mobi e Toro, e Jeep Compass, além da melhora das condições do mercado brasileiro, chave na região. O grupo entregou um total de 521 mil veículos nos paises latino-americanos, aumento de 14% sobre as 456 mil unidades registradas no ano anterior.

Os mercados da América do Norte (Nafta, inclui México) continuam como as maiores fontes de receita do grupo, embora o faturamento de € 66 bilhões tenha sido 4,3% menor, com vendas também menores na região em 7%, para 2,4 milhões de veículos.

Já na Europa e África (Emea), segundo maior mercado em receita, o faturamento cresceu 3,8%, para € 22,7 bilhões. As vendas dos dois continentes somadas aumentam em 5% na comparação anual, para 1,36 milhão de veículos.

Na Ásia-Pacífico (Apac), a crescente produção da Jeep por meio da joint venture com a chinesa Guangzhou ajudou a impulsionar um aumento de 24% nas vendas locais, para 290 mil veículos. A receita líquida recuou 11,2%, para € 3,25 bilhões.

A empresa, que registra os dados da marca Maserati em separado, reportou faturamento 16,6% maior em 2017, ao apurar mais de € 4 milhões. As vendas subiram 22%, para pouco mais de 51,5 mil unidades. A divisão de componentes, que reúne as empresas Magneti Marelli, Comau and Teksid, também encerrou o ano com resultados positivos: a receita avançou 4,7%, para mais de € 10,1 bilhões.



Tags: FCA, lucro líquido, vendas, balanço.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência