Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Fiat lança nova geração da Ducato no Brasil
Nova geração da Ducato traz versão inédita chassi cabine

Lançamentos | 24/01/2018 | 21h0

Fiat lança nova geração da Ducato no Brasil

Família ganha versão inédita cabine chassi, a partir de R$ 108,5 mil
SUELI REIS | De Campinas (SP)

Após mais de um ano desde o término de sua produção no Brasil, no fim de 2016, a Fiat renova sua confiança no segmento de utilitários leves e lança a quinta geração do Ducato no mercado brasileiro, que será o primeiro da América Latina a receber o modelo. Desta vez será importado do México, onde está uma das duas fábricas no mundo que produzem o veículo – a outra fica na Itália, em uma parceria da montadora com o Grupo PSA, exatamente como acontecia quando era fabricado na planta da Iveco em Sete Lagoas (MG), onde também eram produzidos os Peugeot Boxer e Citroën Jumper (leia aqui).

Disponível em 13 versões, os preços variam de R$ 108,5 mil a R$ 163,9 mil (veja versões e preços no fim do texto). Entre elas, a maior novidade é a versão inédita chassi cabine, complementando a família já conhecida de furgões, vans e minibus, além da opção multi. Nesta geração, a família ficou mais versátil, com mais tecnologia e espaço interno. “Trazemos uma Ducato com soluções que vão atender todos os mercados com centenas de possibilidade de adaptação”, afirma o gerente de marketing de produto Ducato, Juliano Machado.

Segundo o executivo, a retomada na Fiat no segmento de utilitário leve com a nova Ducato se dará de forma gradativa: a empresa já realiza treinamentos com a rede de concessionárias para as versões furgão e chassi e após o feriado de carnaval, vai trabalhar com multi e minibus. Os modelos chegam às revendas no fim de fevereiro.

Apesar de renovada – principalmente no design externo, com a nova frente – a Ducato segue equipada com o mesmo motor da geração anterior, o F1A diesel, que desenvolve 130 cv de potência, que é feito no Brasil pela FPT, braço do Grupo CNH para motores diesel. Enviado ao México, ele volta montado no veículo. Já a transmissão manual era cinco e passou para seis velocidades. “Nós mantivemos a estratégia de ter apenas duas fábricas no mundo fabricando Ducato, com uma na Itália, junto com a PSA, para abastecer Europa e outros mercados, e a do México, que já abastece a região do Nafta”, explica Machado, acrescentando que o modelo também será lançado na Argentina em meados deste ano.

O diretor da Mopar, Francesco Abbruzzesi, acrescenta que a nova Ducato contará com 29 acessórios, divididos em internos, externos, carga, luzes e elétrica e áudio/vídeo e eletrônica, que incluem retrovisor com câmera de ré (R$ 1.990), kit de iluminação interna (R$ 1.149), diversos elementos para engate, farol de neblina (R$ 769,00), calha de chuva (R$ 519,00) e kit antifurto para rodas (R$ 329) entre outros.

A Mopar também vai oferecer novos planos de revisão programada, que vão de R$ 856,00 (1ª revisão/15 mil km) até R$ 2.216,00 (4ª revisão/60 mil km), que podem ser pagos antecipadamente junto com o financiamento do carro por meio de quatro tipos de pacote à escolha do cliente, e mais duas opções de garantia estendida, uma total e outra só para motor e câmbio.

A Fiat também oferecerá modelos transformados, ou seja, aqueles veículos adaptados conforme a aplicação, como ambulância e minibus escolar, que já estão homologados com as empresas parceiras Engesig (transporte de passageiros) e Greencar (UTis móveis). Outras aplicações já estão em fase de estudo e homologação, como bases móveis policiais. A maior parte dos veículos são transformados, sendo 90% para os de carga e 80% os de transporte de passageiros; destes, 20% são feitos pela montadora e parceiras.

CONFIANÇA NO SEGMENTO

Durante todo o ano passado, a Fiat gerenciou a venda do Ducato com o estoque feito antes do fim de sua produção nacional, com um volume de 1 mil unidades distribuída para toda a rede. Segundo Machado, o segmento de utilitário leve é um dos que responde mais rápido a retomada da economia, por estar diretamente ligado à circulação em meio urbano, sendo 50% em veículos de carga e chassi e 50% para o transporte de pessoas. No ano passado, este mercado licenciou um total de 20 mil unidades. Para este ano, a estimativa é de crescimento:

“Acredito que cresce de 10% a 15% em 2018”, estima. Ele também projeta a venda de 6 mil novas Ducato neste ano, com uma média de 500 unidades por mês.

Este é um mercado de poucos, dominados por Mercedes-Benz Sprinter e Renault Master, além de outros, como os Hyundai HR, HD e Kia Bongo. “Perdemos muitos clientes e grandes frotas por falta de produto em 2017, mas a rede Fiat tem um poder de reação muito mais rápido: enquanto temos 200 pontos de venda e assistência especializados em Ducato, com 100% de cobertura no Brasil, nossos concorrentes contam com 70 pontos [Mercedes-Benz] e 50 [Renault]”.

Veja abaixo as versões e preços do novo Fiat Ducato:

Chassi (inédito): R$ 108.500

Furgão:
Curto: R$ 111.190
Médio: R$ 121.500
Longo: R$ 126,900

Minibus:
Longo: R$ 151.900
Extralongo: R$ 163.900

Multi:
Longo: R$ 131.100
Extralongo: R$ 139.900.



Tags: Fiat, Ducato, utilitário, lançamento.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
AB Inteligência