Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 04/12/2017 | 15h49

Sergio Marchionne, da Fiat Chrysler, admite negociações com Hyundai

CEO confirma conversas sobre o desenvolvimento de motores a hidrogênio

REDAÇÃO AB COM AGÊNCIAS

O CEO global da FCA, Sergio Marchionne, confirmou a aproximação entre a Fiat Chrysler e a Hyundai para negociações de possível desenvolvimento conjunto de tecnologias e motorização movida a hidrogênio. O executivo admitiu as negociações entre as duas empresas durante evento de apresentação do regresso da Alfa Romeo à Fórmula 1 no sábado, 2.

De acordo com informações de agências internacionais, Marchionne acredita no futuro dos motores movidos a célula de hidrogênio, apesar da aposta mais comum da indústria pelos motores 100% elétricos. Em suas declarações, o CEO explicou que a Fiat Chrysler continuará a fazer esforços para avançar com motores elétricos, mas não os vê como única fonte alternativa aos motores tradicionais a combustão.

“Pode ser uma aliança forte”, disse o CEO à repórteres, embora tenha descartado a existência de uma fusão entre a FCA e a Hyundai. “Nós já compramos componentes da Hyundai; vamos ver se podemos concordar com outros pontos, especialmente para o desenvolvimento de transmissões e hidrogênio”, disse Marchionne.

Os termos do acordo ainda estão em fase de avaliação por ambos os grupos, mas a ideia de atuar em conjunto no desenvolvimento em hidrogênio está definida. Além disso, o CEO disse ter o desejo de fechar um grande negócio antes de deixar o comando da FCA, marcado para 2019. Com isso, Marchionne prometeu anunciar no segundo semestre de 2018 um novo plano de negócios que deve durar até 2022.



Tags: FCA, Hyundai, Sergio Marchionne, hidrogênio.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência