Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Venda de autopeças a montadoras sobe 34%

Balanço | 29/11/2017 | 17h06

Venda de autopeças a montadoras sobe 34%

Faturamento de fornecedores também aumentou com exportações e reposição

MÁRIO CURCIO, AB

A venda de autopeças às montadoras de janeiro a setembro cresceu 34,3% sobre o mesmo período do ano passado. A alta é consequência do aumento da produção de veículos pela maior demanda interna e também pelo envio de veículos ao exterior.

As exportações em dólar cresceram quase 10% no período e o faturamento com o mercado de reposição aumentou 6,1% sobre os mesmos nove meses de 2016, ano em que o pós-venda já havia registrado alta significativa e ajudou os fabricantes a atravessar esse período difícil.

Assim, o faturamento consolidado do setor no período cresceu 20,8% sobre os mesmos nove meses de 2016. Os números foram divulgados pelo Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças).

-Veja aqui o novo estudo do Sindipeças
-Veja aqui outros dados divulgados pela entidade
-Veja outras estatísticas em AB Inteligência

Os números são elaborados a partir de informações fornecidas por 60 empresas que respondem por 36,2% do faturamento do setor. O crescimento de 19,8% nas vendas intrassetoriais (de uma indústria de autopeças para outra) confirma a melhora no ambiente de negócios. E desde maio a utilização da capacidade instalada nas fábricas de autopeças voltou a apresentar níveis semelhantes aos do primeiro semestre de 2015.

O nível de emprego no setor ainda apresenta pequena variação negativa (-0,57%), mas é provável que no acumulado até outubro ele se torne positivo.



Tags: Autopeças, montadoras, Sindipeças, exportações, reposição, pós-venda.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência