NOTÍCIAS
16/11/2017 | 16h43

Autopeças

Continental lança pneu que dura 20% a mais

Power Contact 2 já é fabricado em 14 medidas para aros de 13 a 16 polegadas


MÁRIO CURCIO, AB

Power Contact 2 chega à rede em dezembro e também será fornecido a montadoras
A Continental lança no Brasil o pneu Power Contact 2. O novo modelo promete rodar 20% a mais que os concorrentes. É fabricado em 14 diferentes medidas e pode equipar automóveis com rodas de 13 a 16 polegadas. A produção já ocorre na fábrica da Continental em Camaçari (BA), de onde saem pneus de passeio e comerciais em três turnos (leia aqui).

“Estamos em negociação avançada com cinco fabricantes de automóveis e o fornecimento para as linhas de montagem deve ocorrer já no início de 2018”, afirma o supervisor da divisão de pneus de passeio, Elias Nogueira.

Os 310 pontos de venda da Continental terão o Power Contact 2 em dezembro. Segundo Nogueira, seu preço é cerca de 5% mais alto que o do antecessor, Power Contact, mas mesmo assim a empresa espera vender cerca de 10% a mais do que este. O preço médio praticado pela medida 175/70 14 será de R$ 300.

Segundo a Continental, no confronto com concorrentes Michelin e Pirelli, o Power Contact 2 é melhor não só em rendimento quilométrico, como também em resistência ao rolamento e frenagem em piso seco. Também supera o Pirelli em frenagem em piso molhado.

No programa de etiquetagem do Inmetro o Power Contact 2 recebe a letra C tanto em resistência ao rolamento como em frenagem no molhado (numa classificação que vai de A a G). O ruído de passagem registrado é de 72 decibéis.

A menor resistência ao rolamento do Continental resulta da utilização de um novo composto de sílica, negro de fumo e polímeros e também da tecnologia aplicada na construção da carcaça.

E como o Power Contact 2 tem desenho assimétrico, a Continental adotou diferenças entre o lado esquerdo e o direito que não apenas melhoram a dirigibilidade: também emitem ondas sonoras com frequências diferentes e capazes de anular uma a outra. A tecnologia é chamada de Conti Noise Cancelling.

De acordo com a fabricante, a conclusão de que ele tem rendimento quilométrico 20% maior teve como origem um teste de realizado pela empresa SafeD este ano no confronto com os pneus concorrentes Michelin XM2 e Pirelli Cinturato P1 Plus, todos na medida 205/55 R16 e adquiridos no mercado brasileiro.

NOVO PREMIUM CONTACT 6 CHEGA DA EUROPA COM NOTA A

A Continental também começa a vender em dezembro o Premium Contact 6, pneu de alto desempenho com medidas a partir do ato 15. Num primeiro momento ele será importado de diferentes fábricas da Continental na Europa e pode ser produzido no Brasil já em 2018. Ainda não há definição as medidas que serão vendidas nem preços a ser praticados.

O pneu tem como destaque a letra A para aderência em piso molhado. Segundo a fabricante ele poderá equipar em breve na Europa modelos das marcas Audi, BMW, Mercedes-Benz, Porsche, Volvo, Nissan, Honda, Ford, Honda e Opel.

Em testes práticos em piso molhado feitos num autódromo em Mogi-Guaçu deu para perceber a superioridade do Premium Contact 6 quando comparado com o Cinturato P7, da Pirelli. Foram dois tipos de avaliação bastante simples.

Na primeira situação o carro seguia por uma reta a 70 km/h, entrava num trecho irrigado e freava num ponto demarcado utilizando o sistema ABS. Com dois modelos Volkswagen diferentes (Golf Variant e Golf) as distâncias de parada utilizando o Continental foram de 17 e 16 metros, respectivamente. Com os Pirelli as distâncias percorridas foram de 19 e 18 m.

A outra prova tinha um slalom ou zigue-zague utilizando um Golf a 60 km/h. O ABS e os controles de tração e estabilidade estavam desligados. A superioridade do Continental foi clara na primeira guinada à esquerda e também de volta à trajetória em linha reta.

Já o comportamento do carro com pneus Pirelli foi menos preciso no primeiro desvio à esquerda e sua dianteira escorregou no momento de voltar à reta.



Nas frenagens a 70 km/h no molhado com ABS (à esq.) o Continental Premium Contact 6 parou 2 metros antes que o Pirelli Cinturato P7. Outro teste, um zigue-zague também em piso escorregadio, mostrou que o Continental traz mais segurança em curvas. Essa segunda avaliação era feita com o carro a 60 km/h e recursos como ABS e controles de tração e estabilidade desligados.

Comentários: 1
 

Sérgio lima dos santos
07/01/2018 | 00h01
rodei 130 mil km com pneus continental no meu veiculo gol

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:


QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 16/01/2018
Quem liderou os principais segmentos em 2017

Esta coluna é apoiada por:

Advertisement Advertisement Advertisement
Advertisement Advertisement
AUTOINFORME | 10/01/2018
Só três dos 15 mais importados não são utilitários esportivos
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
DE CARRO POR AÍ | 12/01/2018
Que tal pagar uns R$ 64.000 pela versão Precision, 1.8, automática?
QUALIDADE | 01/12/2017
Envolver e motivar colaboradores é essencial para gerar bons resultados
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
INOVAÇÃO | 19/01/2018
Há alguns obstáculos para fazer dar certo a relação entre elefantes e formiguinhas