Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Congresso SAE vai debater transição da indústria automotiva

Eventos | 31/10/2017 | 19h38

Congresso SAE vai debater transição da indústria automotiva

Mudanças provocadas por carro elétrico e autônomo serão assunto

GIOVANNA RIATO, AB

O horizonte para a indústria automotiva pode ser assustador, com perspectiva de mudanças na tecnologia, no consumidor e na relação de propriedade entre as pessoas e o automóvel. É justamente este clima de incertezas que a SAE Brasil quer desmistificar durante a edição deste ano de seu congresso, que acontece entre 7 e 9 de novembro no Magno Centro de Eventos, em São Paulo. “Vamos abordar a transição para o futuro da mobilidade. Desmistificar e falar do real impacto de transformações como a chegada do carro autônomo e dos veículos elétricos, além de indicar as expectativas reais para a chegada destas tecnologias”, conta João Pimentel, diretor de operações da Ford Caminhões e presidente do Congresso SAE Brasil 2017.

Segundo o executivo, é preciso acalmar os ânimos para pensar na estratégia para o futuro, afinal as mudanças não virão de uma hora para a outra. “Não vai ser repentino. O motor a combustão não vai morrer amanhã: teremos muita evolução e idas e vindas pelas próximas décadas.” De qualquer forma, defende, as empresas precisam calcular como vão se reposicionar para atender às novas demandas do mercado e desenhar outros modelos de negócio.

“Nos próximos anos as vendas globais de veículos devem chegar ao pico de 110 milhões de unidades por ano. Vamos ficar assim por uma década e então este número tende a começar a cair”, diz, admitindo que, independente da tecnologia ou motorização, o futuro do carro deverá ser de uso bem mais racional e eficiente, com menos horas ociosas e mais compartilhamento. “Por isso existe essa convicção de que o negócio das empresas automotivas estará na oferta de serviços de mobilidade, não na venda de veículos”, resume.

Pimentel acredita que, com o desenvolvimento de tecnologias concentrado principalmente na matriz das empresas automotivas, o papel da engenharia brasileira será de entender o cliente local e adaptar as soluções às necessidades locais, além, claro, de trabalhar particularidades nacionais, como o desenvolvimento de motores flex.

10 MIL VISITANTES

O presidente desta edição do congresso calcula que cerca de 450 pessoas estejam envolvidas na organização do evento, que contará com a apresentação de 166 artigos técnicos e ainda uma série de painéis para debater tecnologias automotivas, ferroviárias e aeroespacial. “Esperamos 10 mil visitantes”, diz, sinalizando que o evento tende a ser ligeiramente maior do que o realizado em 2016, que recebeu 7 mil pessoas.

Assista à entrevista exclusiva com João Pimentel, presidente do Congresso SAE Brasil 2017:



Tags: Congresso SAE, mobilidade, tecnologia.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência