Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Autopeças | 19/10/2017 | 20h00

Continental cresce no fornecimento de pneus comerciais

Em 2016 empresa elevou participação nas vendas a fabricantes

PEDRO KUTNEY, AB

A divisão de pneus da Continental no Brasil dobrou em 2016 sua participação no fornecimento direto aos fabricantes locais de veículos comerciais e carretas, manteve a posição este ano e também seguiu em crescimento o mercado de reposição. Com isso, conseguiu compensar em parte do severo recuo das vendas de caminhões, ônibus e implementos nos últimos três anos. “Aumentamos nossa fatia e por isso os negócios caíram menos do que a média do mercado”, explica Renato Martins, gerente de vendas América do Sul de equipamento original para veículos comerciais.

Atualmente, 100% dos pneus fornecidos pela Continental aos fabricantes de veículos comerciais no Brasil são produzidos localmente, na fábrica de Camaçari (BA), inaugurada há 10 anos, que após sucessivas ampliações opera perto do limite de sua capacidade anual (8 milhões de pneus de passeio e 700 mil comerciais), com 2 mil empregados. “A nacionalização nos faz crescer na participação de fornecimento direto, porque as montadoras tinham poucas opções e têm por estratégia comprar pneus do maior número de fornecedores possível, para que ninguém fique com muito mais do que 20%”, diz Martins. Ele conta que no último ano ampliou significativamente as vendas diretas principalmente para a MAN Latin America e Scania.

“Hoje fornecemos para quase 100% dos fabricantes de caminhões e ônibus e temos grande participação também nas carretas”, conta o executivo. Com preços mais elevados e fornecimento de maior número de unidades por veículo, os pneus de carga representam cerca de 50% do faturamento da operação brasileira da Continental, que dedica 90% da produção em Camaçari ao mercado doméstico. Os 10% exportados vão principalmente para os Estados Unidos, que possivelmente comprará menos após a inauguração prevista para breve de sua planta no Mississipi, que nascerá com tamanho parecido da unidade no Brasil.

A Continental não revela qual é o porcentual de pneus produzidos para veículos comerciais em Camaçari e nem a participação dos mercados de reposição e original nas suas vendas. Martins apenas diz que as compras do aftermarket são mais de três vezes maiores do que das fábricas.

Na América do Sul a Continental também tem fábrica de pneus no Equador, que no mercado original já fechou contrato de fornecimentos para ônibus que serão montados pela Hyundai no país. A região sul-americana figura entre as três maiores da divisão de pneus e por isso é uma das prioridades dentro da meta da companhia alemã de se tornar um dos três maiores do setor no mundo.



Tags: Continental pneus, pneus de carga, caminhões, ônibus, indústria.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência