NOTÍCIAS
18/10/2017 | 20h00

Lançamentos

Toyota amplia linhas Hilux e SW4 de olho em expansão

Fabricante projeta crescimento das vendas de picapes e SUVs grandes


PEDRO KUTNEY, AB

Hilux SR Challenge: nova versão 4x4 diesel automática com mais equipamentos
De olho na volta do crescimento, em torno de 7% este ano, das vendas de picapes e utilitários esportivos (SUVs) de grande porte no mercado brasileiro, a Toyota reajustou preços e promoveu uma expressiva ampliação de versões da linha 2018, com três novas opções da picape Hilux e duas do SUV SW4, que mantêm o mesmo design externo e interno lançado no Brasil no fim de 2015. Ambos os veículos são fabricados na Argentina sobre a mesma plataforma, com motorização diesel ou flex (gasolina/álcool), transmissões automática ou manual de seis marchas e tração 4x4 ou 4x2.

No Brasil, com Hilux e SW4 a Toyota lidera ambos os segmentos já há alguns anos. A montadora projeta que o mercado de picapes médias/grandes deve somar 106 mil unidades este ano, em expansão de 7% sobre as 99 mil de 2016, mas ainda longe do pico de 181 mil registrado em 2013. A Hilux segue na liderança da categoria com cerca de 12% de participação e 24.577 emplacamentos de janeiro a setembro, 2,4 mil unidades à frente da segunda colocada Chevrolet S10, mas o desempenho da caminhonete da Toyota nos nove meses é 3,3% negativo na comparação com o mesmo período do ano passado.

O SUV grande SW4 apresenta melhor desempenho este ano, com 9,2 mil emplacamentos de janeiro a setembro, em crescimento de 14,5% sobre idêntico intervalo de 2016. Líder por larga margem em sua categoria no mercado brasileiro, a performance do SW4 é quase o dobro do ritmo do segmento, que deve fechar 2017 com expansão de 7,3% e 24,8 mil unidades vendidas – também bastante abaixo do pico de 43,8 mil verificado em 2011.

AMPLIAÇÃO DO LEQUE DA HILUX



A ampliação da linha 2018 da picape de oito para onze versões (quatro flex e sete diesel) pode reverter a tendência de queda nas vendas da Hilux, porque amplia o leque de clientes. Para pessoas físicas, foram introduzidas duas novas opções com preços mais contidos em suas respectivas faixas de mercado, começando pela versão de entrada SR 4x2 Flex cabine dupla com câmbio manual de seis marchas, vendida a R$ 108.990 (o valor mais baixo da tabela 2018). “A maioria das picapes com motor flex é para uso urbano (não precisam ser 4x4) e 87% delas são vendidas com transmissão manual, a configuração mais barata. É uma categoria mais sensível a preço do que os compradores de veículos diesel, por isso decidimos oferecer essa opção para os clientes”, explica Roger Armelini, gerente de planejamento de produto da Toyota do Brasil.


O interior da Hilux SR Challenge com acabamento exclusivo para a versão

Em categoria superior, foi introduzida na linha a série especial Hilux SR Challenge cabine dupla, com motor diesel, câmbio automático de seis velocidades e tração 4x4. A versão foi desenvolvida pela engenharia da Toyota no Brasil e Argentina especialmente para mercados sul-americanos, com aplicação de modificações estéticas que incluem a pintura em preto da grade do radiador, maçanetas, estribo lateral e das rodas de liga leve 17”, além de faróis dianteiros com máscara negra, lanternas traseiras escurecidas, adesivos na lateral e traseira da caçamba com logo Hilux Challenge, santantônio exclusivo, interior com costuras vermelhas, painel com detalhes pretos e vermelhos, tapetes bordados com a logomarca da série. São só duas versões de cor da carroceria: branco ou vermelho metálico.

Entre as versões diesel de trabalho da Hilux com câmbio manual, destinadas somente a vendas diretas a frotistas, a Toyota introduziu na linha 2018 a STD 4x4 Narrow cabine dupla, com carroceria mais estreita, por R$ 135.780.

SW4 AGORA EM SETE VERSÕES

Para o SW4 a Toyota aposta em atrair o cliente que quer conforto e luxo de um SUV de grande porte para rodar predominantemente na cidade, por isso não necessita de tração 4x4 nem do torque do motor diesel, assim pode pagar um pouco menos por uma opção bicombustível 4x2. Para isso foi criada a versão SRV 4x2 Flex com câmbio automático e sete assentos: por R$ 178.990, é a mais cara das quatro versões flex do modelo, mas quase R$ 50 mil abaixo da primeira dos três SW4 diesel da nova gama.

Ao mesmo tempo, a Toyota introduz na linha 2018 do SW4 a opção mais barata das três versões diesel, o SR 4x4 automático de cinco assentos, por R$ 228.320, destinado exclusivamente ao mercado de vendas diretas, assim como já era o SR 4x2 flex com câmbio manual, o mais barato dos flex por R$ 152.090. O alvo principal de ambos são as frotas de polícias.

EQUIPAMENTOS

Hilux e SW4 são bastante bem equipados desde a versão de entrada com direção hidráulica progressiva, ar-condicionado, coluna de direção com regulagem de altura e profundidade. Vidros, travas e retrovisores elétricos estão disponíveis a partir das versões SR flex e diesel.

As opções com transmissão automática (exceto o SW4 SR 4x4 diesel para venda direta) incorporam também piloto automático, estribo lateral e o sistema multimídia Toyota Play com tela de 7” sensível ao toque, que integra navegação (GPS), vídeo com TV digital e leitor de DVD, rádio/CD Player/MP3, câmera de ré, conexões Bluetooth, USB e AUX e seis alto-falantes. No volante, as configurações têm comandos integrados de telefone, áudio, vídeo e computador de bordo.

As versões topo de gama SRV e SRX vêm com ar-condicionado automático/digital com saída de ar central para os bancos traseiros, banco do motorista com ajustes elétricos, computador de bordo com tela TFT 4,2”, estribos laterais, retrovisor externo cromado, revestimentos dos bancos em couro e material sintético, assistente de reboque (TSC), assistente de subida (HAC), controle eletrônico de estabilidade (VSC) e tração (A-TRC) e sistema de alarme volumétrico. A SRX tem ainda o sistema de chave por sensor de aproximação Smart Entry & Push Start Button, que destrava/trava portas e liga/desliga o motor com o aparelho no bolso do motorista.

PREÇOS E VERSÕES



Hilux Dual VVT-i 2.7 Flex 163/159 cv
- SR 4x2 M/T Cabine Dupla: R$ 108.990 (NOVA VERSÃO)
- SR 4x2 A/T Cabine Dupla: R$ 115.000
- SRV 4x2 A/T Cabine Dupla: R$ 124.380
- SRV 4x4 A/T Cabine Dupla: R$ 135.090

Hilux 1GD 2.8 Diesel 177 cv
- Chassi-Cabine Simples 4x4 M/T: R$ 119.550
- Cabine Simples 4x4 M/T: R$ 123.520
- STD 4x4 M/T Narrow Cabine Dupla: R$ 135.780 (NOVA VERSÃO)
- STD 4x4 M/T Cabine Dupla: R$ 136.280
- SR Challenge 4x4 A/T Cabine Dupla: R$ 161.990 (NOVA VERSÃO)
- SRV 4x4 A/T Cabine Dupla: R$ 171.260
- SRX 4x4 A/T Cabine Dupla: R$ 193.270

SW4 Dual VVT-i 2.7 Flex 163/159 cv
- SR 4x2 M/T 5 assentos: R$ 152.090
- SR 4x2 A/T 5 assentos: R$ 165.640
- SR 4x2 A/T 7 assentos: R$ 171.140
- SRV 4x2 A/T 7 assentos: R$ 178.990 (NOVA VERSÃO)

SW4 1GD 2.8 Diesel 177 cv
- SR 4x4 A/T 5 assentos: R$ 228.320 (NOVA VERSÃO)
- SRX 4x4 A/T 5 assentos: R$ 247.160
- SRX 4x4 A/T 7 assentos: R$ 252.790

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 22/11/2017
Frota brasileira de 42 milhões exige controle apropriado

Esta coluna é apoiada por:

Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
INOVAÇÃO | 25/10/2017
Indústria precisa questionar qual será o seu papel no futuro
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
AUTOINFORME | 09/11/2017
Luguez firmou parceria com o governo de Ohio
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
DE CARRO POR AÍ | 17/11/2017
Chineses entregam operação brasileira à administração dos brasileiros
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018