Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Disal Consórcio fecha parceria com rede Hyundai
Disal espera adesão de 25% da rede Hyundai até o fim de 2017

Negócios | 18/10/2017 | 19h04

Disal Consórcio fecha parceria com rede Hyundai

Administradora espera vender cerca de mil novas cotas até o fim do ano

REDAÇÃO AB

A Disal e a Associação Brasileira dos Concessionários Hyundai (Abrahy) firmaram uma parceria para a venda de cotas de consórcio em todo o Brasil. Com o acordo, a administradora espera ter até o fim do ano a adesão de 25% das concessionárias da marca e cerca de mil cotas vendidas. A rede Hyundai tem 210 revendas.

A iniciativa faz parte de uma nova estratégia da Disal, que durante muito tempo atuou apenas dentro da rede Volkswagen e recentemente passou a trabalhar com todas as marcas.

“Nosso objetivo é estruturar o processo de vendas junto às concessionárias Hyundai, tornando o consórcio uma opção rentável e duradoura”, afirma a diretora de vendas e marketing da administradora de consórcios, Luciana Precaro.

A Disal dará suporte aos concessionários com apoio operacional dos escritórios regionais, auxílio na formação de equipes, treinamento de vendas, análise de dados, peças de divulgação e personalização dos pontos de vendas da rede Hyundai. Segundo o presidente da Abrahy, Daniel Kelemen, a parceria com a Disal é parte de um plano que visa a aumentar a rentabilidade dos concessionários.

De acordo com a Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio (Abac), a venda de novas cotas de consórcio para automóveis e comerciais leves cresceu 14,3% no acumulado de janeiro a agosto na comparação com o mesmo período do ano passado (veja aqui).



Tags: Disal, consórcio, Abrahy, Luciana Precaro, Daniel Kelemen.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência