Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Consórcios crescem 4,9% no acumulado do ano

Crédito | 17/10/2017 | 20h06

Consórcios crescem 4,9% no acumulado do ano

Agosto foi o melhor mês de 2017, com a venda de 180,2 mil novas cotas

MÁRIO CURCIO, AB

Os consórcios de veículos atingiram seu melhor mês em agosto, com a venda de 182,2 mil novas cotas e alta de 6,7% sobre julho, até então o melhor mês de 2017. No acumulado de janeiro a agosto, a venda de novas cotas somou 1,3 milhão de unidades e registrou acréscimo de 4,9% sobre o mesmo período do ano passado. Os números foram divulgados pela Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios (Abac).

Os veículos leves (automóveis e pequenos comerciais) continuam puxando o crescimento do setor. No acumulado do ano somaram 719,1 mil unidades, o equivalente a 54,6% de todas as cotas de consórcio de veículos (considerando leves, pesados, máquinas agrícolas, implementos e motos). O crescimento dos leves sobre o mesmo período do ano passado é de 14,3%.

Ainda nesse segmento, chama a atenção o crescimento de 10,7% do tíquete médio ou valor médio (R$ 43,5 mil) das novas cotas na comparação com agosto de 2016. É um indício de que consumidores com renda mais alta estão recorrendo à modalidade. E o número de participantes ativos (aqueles que continuam pagando suas parcelas, mesmo sem ser contemplados) cresceu 6,2% sobre o acumulado de 2016. No entanto, as contemplações no acumulado de janeiro a agosto cresceram apenas 3%.

Os pesados (caminhões, ônibus, máquinas agrícolas e implementos) também motivam a alta nos consórcios, embora com menor volume. A venda de novas cotas para o setor somou 35,1 mil unidades até agosto, resultando em alta de 12% sobre iguais meses de 2017.

O tíquete médio de agosto (R$ 154,2 mil) cresceu 16,9% sobre o mesmo mês de 2016. O número de participantes ativos se manteve estável em 276,5 mil consumidores e as contemplações tiveram pequena queda de 1,5% ante o acumulado até agosto do ano passado.

TÍQUETE MÉDIO DAS MOTOS CRESCE 15,6%

O segmento de motos, o segundo maior em volume, permanece em queda. A venda de novas cotas até agosto somou 562,1 mil unidades, anotando retração de 5,3%. O segmento tem atualmente 2,27 milhões de participantes ativos, 13,4% a menos que nos mesmos oito meses do ano passado.

E as contemplações recuaram 15,7% no período. Os destaques positivos nas motos vão para o tíquete médio de agosto (R$ 8,9 mil), que cresceu 15,6% sobre o mesmo mês do ano passado, e o volume de créditos comercializados (resultado das novas cotas multiplicadas por seus valores), que aumentou 4,3% sobre o período janeiro-agosto de 2016.



Tags: Consórcios, Abac, veículos leves, automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos, máquinas agrícolas, implementos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência