NOTÍCIAS
10/10/2017 | 15h43

Indústria

Renault terá 20 elétricos e 15 autônomos até 2022

Novo plano também contempla investimento de € 18 bilhões em P&D


REDAÇÃO AB

O Grupo Renault anunciou um novo plano estratégico global que prevê o lançamento de 20 carros elétricos, dos quais oito 100% elétricos e doze eletrificados, além de 15 modelos autônomos e 100% dos veículos conectados em mercados-chave para a montadora, conforme comunicado divulgado à imprensa. O plano Drive the Future, que se estende de 2017 a 2022, traz várias metas em diferentes vertentes, inclusive financeiras, baseada em resultados recordes e com o objetivo de continuar promovendo o crescimento sustentável e rentável, alcançados com o último plano estratégico, o Drive the Change, que orientou a empresa entre os anos de 2011 a 2016.

Entre as novas metas, o grupo, que reúne as marcas Renault, Dacia, Renault Samsung Motors, Alpine e Lada, planeja atingir faturamento anual de mais de € 70 bilhões, margem operacional de mais de 7% e patamar mínimo de 5% com fluxo de caixa positivo previsto para todo o período. Para isso, a Renault projeta elevar as vendas globais em mais de 40% e atingir os 5 milhões de veículos em comparação aos 3,47 milhões entregues em 2016. Além disso, a companhia ampliará sua gama de produtos, incluindo utilitários e elétricos zero emissão, além de investimento de € 18 bilhões em P&D ao longo dos seis anos de duração do plano. Além disso, está incluso € 4,2 bilhões de economias em Monozukuri durante toda a duração do plano. Segundo a Renault, o objetivo é aproveitar o investimento e as economias de escala mundiais adquiridas na Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi a fim de sustentar o crescimento e manter sua disciplina financeira e de rentabilidade.

“O Grupo Renault é agora um grupo mundial rentável e financeiramente saudável, que encara o futuro com confiança. Drive the Future tem como ambição produzir um crescimento forte e sustentável, tirando partido de investimentos nas regiões e produtos-chave, aproveitando os recursos e tecnologias da Aliança e melhorando nossa competitividade. Baseando-se no comprometimento dos homens e mulheres da Renault, este novo plano liberará todo nosso potencial para inovar e crescer, em um setor que evolui rapidamente”, declarou em nota o presidente da Renault, Carlos Ghosn.

Outros elementos ainda compõem a ofensiva estratégica da montadora, na qual estão previstos 21 novos veículos - versões atualizadas de modelos existentes, além de três inéditos; fortalecimento da presença do grupo na Rússia, com a marca Renault e investimento na Lada (AvtoVaz), aceleração das atividades na China com novas joint ventures para veículos elétricos e utilitários.

Há planos também para o Brasil, mas não há detalhamento sobre o quê e como a Renault desenvolverá a operação local. Na nota, além do Brasil, a montadora também sugere desenvolvimento na Índia e no Irã, sem os mesmos detalhamentos.

Em termos produtivos, o Drive the Future prevê ainda que 80% dos veículos do Grupo Renault serão montados sobre plataformas comuns entre as marcas que compõem o conglomerado e maior globalização da gama de veículos utilitários leves. Também haverá o desenvolvimento de novos serviços de mobilidade sob demanda e outras que incluem serviços de robôs-taxis mais para o fim do período. Propõe também o investimento em digitalização em todos os níveis do grupo, além da contratação de novos profissionais.

Por fim, o grupo prevê o desenvolvimento de estratégias para elevar a fidelização dos clientes do Banco RCI e seus serviços financeiros.

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 05/12/2017
Programa incentiva uso de biocombustíveis e dá ao Brasil ferramenta para reduzir emissões

Esta coluna é apoiada por:

Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
INOVAÇÃO | 25/10/2017
Indústria precisa questionar qual será o seu papel no futuro
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
AUTOINFORME | 07/12/2017
Aumenta pressão por manter mercado protegido dos importados
QUALIDADE | 01/12/2017
Envolver e motivar colaboradores é essencial para gerar bons resultados
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
DE CARRO POR AÍ | 08/12/2017
Programa de desenvolvimento do setor insiste em protecionismo
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018