Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Máquinas anotam alta de 8,5% em vendas internas

Balanço | 05/10/2017 | 19h11

Máquinas anotam alta de 8,5% em vendas internas

Tratores puxam segmento para cima e retroescavadeiras, para baixo
MÁRIO CURCIO, AB

A venda de máquinas em setembro somou 4,4 mil unidades, registrando alta de 7,7% sobre agosto. No acumulado do ano as fábricas instaladas no Brasil repassaram às concessionárias 33,6 mil unidades, registrando alta de 8,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Do total, 28,7 mil foram tratores de rodas, cujas vendas aumentaram 11,4%. No mercado interno permanece fraco o desempenho das máquinas de construção. Como exemplo, até setembro foram vendidas apenas 869 retroescavadeiras, 12,3% a menos que nos mesmos nove meses de 2016, um ano já bem fraco para esse segmento que depende bastante de obras de infraestrutura.

Os dados foram divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

-Veja aqui os dados da Anfavea até junho
-Veja aqui outros dados de vendas, exportações e produção
-Veja outras estatísticas em AB Inteligência

Para Alfredo Miguel Neto, vice-presidente da entidade, a venda de equipamentos de construção deve voltar a crescer em 2018: “As obras de infraestrutura vão ocorrer, até pela necessidade, e isso vai impactar positivamente o setor”, crê o executivo. Como comparação, a exportação de retroescavadeiras até setembro somou 1,7 mil unidades, 91,5% acima do consumo interno desse equipamento.

O salto é ainda maior em tratores de esteiras, em que as vendas internas somaram 217 unidades no acumulado do ano, ao passo que as exportações atingiram 1,2 mil (463% a mais). As exportações totais de máquinas agrícolas e rodoviárias somaram 9,9 mil unidades, acréscimo de 39,4% sobre os mesmos nove meses do ano passado.

Com o desempenho razoável no mercado interno e exportações crescentes, a produção chegou a 44 mil, um acréscimo de 20,3% sobre o mesmo período de 2016. Os tratores de rodas, 35 mil, responderam por quase 80% da produção nacional do setor.

Miguel Neto afirma que a perspectiva de uma grande safra nos Estados Unidos tende a baixar os preços das commodities e com isso impactar as vendas internas no Brasil, mas as projeções da Anfavea estão mantidas: “A produção vai crescer dois dígitos”, diz, referindo-se à alta prevista de 10,4%, com 59,6 mil máquinas até o fim do ano.

Tags: Máquinas agrícolas, tratores de rodas, tratores de esteiras, retroescavadeiras, Anfavea, Alfredo Miguel Neto, colheitadeiras.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência