Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Exportações vão bater novo recorde em 2017, prevê Anfavea

Indústria | 06/09/2017 | 17h16

Exportações vão bater novo recorde em 2017, prevê Anfavea

Nova projeção aponta para 745 mil, 25 mil acima do recorde de 2005

SUELI REIS, AB

Agora é oficial: as exportações de veículos baterão novo recorde em 2017, de acordo com a atual projeção da Anfavea, associação que reúne as montadoras no Brasil. A nova estimativa aponta que o volume deverá chegar a 745 mil unidades, superando em pelo menos 25 mil o melhor resultado até agora, de 725 mil registrado em 2005.

-Veja os dados completos da apresentação da Anfavea aqui
-Veja mais dados da indústria aqui
-Veja outros estudos e estatísticas em AB Inteligência

“Em função da excelente performance que temos observado, temos todas as condições de bater o recorde”, afirma o presidente da entidade, Antonio Megale, durante coletiva à imprensa para apresentar o balanço do setor na quarta-feira, 6, em São Paulo.

O desempenho das vendas de veículos brasileiros no mercado mundial superou as expectativas das próprias montadoras: após apurar excelente resultado com o fechamento do primeiro semestre, a Anfavea revisou para cima sua projeção para as exportações, prevendo então um volume total de 705 mil unidades para 2017, o que já seria bastante promissor, uma vez que este seria o segundo melhor ano da história, atrás apenas do recorde de 2005. No entanto, como o próprio Megale menciona, as exportações vêm apresentando resultados crescentes, o que fez a entidade rever mais uma vez suas previsões para o ano.

Parte do recorde previsto para este ano já foi realizado: no acumulado dos oito meses completos de 2017, as exportações somaram mais de 506 mil unidades, bastante acima da média verificada nos últimos dez anos para o período, de 319,5 mil veículos. Em termos comparativos, o melhor desempenho para um período janeiro-agosto realizado até hoje foi exatamente o de 2005: naquela época, as exportações somaram 481,5 mil em oito meses.

“É um resultado extremamente positivo, pela primeira vez passamos do meio milhão de unidades (em oito meses). Nunca antes na história atingimos este volume para o período: é o melhor janeiro-agosto da história”, comemora Megale.

O volume acumulado já supera em mais de 56% o apurado em iguais meses do ano passado, quando foram embarcados 324,2 mil veículos, entre leves e pesados. Em comparativos mensais, este foi o melhor agosto da história, com o embarque de 66,5 mil veículos, e o melhor mês desde o último maio, quando o Brasil entregou mais de 72,8 mil veículos além de suas fronteiras.

A Argentina continua sendo o maior receptor de veículos montados no Brasil, com 70% de participação das exportações, considerando apenas veículos leves. Em oito meses, o país vizinho consumiu mais de 356 mil unidades, muito à frente do segundo maior destino, o México, com 61,5 mil e 12% de participação nas exportações. Na sequência vêm Chile (5%), Uruguai (4%), Colômbia (3%) e Peru (2%).

“As empresas instaladas na Argentina não conseguem atender a total necessidade do mercado local e o Brasil é essa fonte”, argumenta o presidente da Anfavea.

Com a revisão das projeções, a Anfavea agora prevê que as exportações de veículos leves em 2017 devem superar em 44,5% o volume de 2016, totalizando 706 mil, entre automóveis e comerciais leves. Na projeção anterior, o volume indicava alta de 36,9%, para 669 mil unidades. Já para pesados, as montadoras brasileiras estimam aumentar os embarques em 23,8%, para 38,8 mil caminhões e ônibus. Antes disso, era previsto 35,9 mil embarques, 14,7% acima do volume do ano passado.

Assista abaixo reportagem exclusiva da ABTV sobre a revisão das projeções da Anfavea e os resultados da indústria de janeiro a agosto deste ano



Tags: Exportações, recorde, vendas, Anfavea, Antonio Megale.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência