Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Ford e sindicato chegam a acordo em SBC
Trabalhadores da Ford que estavam em layoff aprovam acordo na sede do sindicato de São Bernardo do Campo (Foto: Edu Guimarães)

Trabalho | 18/08/2017 | 14h46

Ford e sindicato chegam a acordo em SBC

Dos 364 que seriam demitidos, 80 retornarão à fábrica
REDAÇÃO AB

Após quatro dias de negociações, a Ford e o sindicato de São Bernardo do Campo (SP) chegaram a um acordo, que foi aprovado pelos trabalhadores da fábrica em assembleia realizada na manhã da sexta-feira, 18. Dos 364 metalúrgicos que seriam demitidos, 80 dispensa foram canceladas e eles retornarão ao seus postos de trabalho, enquanto aos demais a montadora oferecerá um PDV – Programa de Demissão Voluntária.

Segundo o sindicato, pelo acordo, será pago aos funcionários que aderirem ao PDV o valor referente a 83% do salário por ano trabalhado, com acréscimo de R$ 30 mil àqueles que têm mais de 10 anos de fábrica. Aos que possuem restrição médica, o valor pago será referente a 140% do salário por ano trabalhado mais R$ 7,5 mil.

Aos que não aderirem ao PDV, a montadora pagará o valor de cinco salários referentes ao período do acordo coletivo vigente, assinado em 2016, que previa estabilidade até janeiro de 2018.

“Foi um processo muito difícil e o resultado que não atende a tudo, mas entendemos que foi o possível de construir. Com muito esforço conseguimos o retorno dos 80 trabalhadores. A empresa foi irredutível, alegando que haverá mais um corte no volume de produção em setembro”, avaliou o coordenador do comitê sindical na Ford, José Quixabeira de Anchieta.

Tags: Ford, sindicato, acordo, demissões, PDV, São Bernardo do Campo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
AB Inteligência