NOTÍCIAS
11/08/2017 | 22h00

Indústria

Toyota investe R$ 5 mi em São Bernardo

Centro de visitas é parte da revitalização da fábrica, começada em 2015


MÁRIO CURCIO, AB

Prius no teto, o último Bandeirante e Corolla 1966 são atrações
A Toyota inaugurou em sua fábrica de São Bernardo do Campo (SP) o primeiro centro de visitas da montadora no Brasil. A nova área tem 750 metros quadrados, resulta de um investimento de R$ 5 milhões e receberá 200 pessoas por semana.

Essa é a terceira etapa do São Bernardo Reborn, um projeto de R$ 70 milhões para revitalização da unidade iniciado em março de 2015. Naquele ano a empresa deslocou a sede administrativa da cidade de São Paulo para a fábrica do ABC, implantou o terceiro turno do setor de forjaria (para produção de bielas e virabrequins do Etios) e também sistemas de reúso de água e captação de energia solar.

Num segundo momento, em agosto de 2016, a montadora inaugurou o centro de pesquisa aplicada, onde faz testes de emissões, avaliação de novos materiais, da capacidade técnica de fornecedores e também é dotado de um centro de design capaz de desenvolver séries especiais de modelos já existentes.

Centros de visitas são uma tradição em fábricas da Toyota. O do Kentucky, nos Estados Unidos, custou cerca de US$ 10 milhões. “Quando presidi aquela fábrica, via todos os dias os grupos de estudantes chegando. Era a atração mais visitada da cidade. Algumas escolas a incluíram na grade curricular”, afirma o CEO da Toyota para a América Latina e Caribe, Steve St. Angelo.

BANDEIRANTE NÃO PODERIA FALTAR

Entre as atrações do espaço brasileiro está o último jipe Bandeirante produzido pela Toyota de São Bernardo do Campo, em 2001. O modelo começou a ser trazido para o Brasil em 1959 e resultou, em 1962, na inauguração da unidade do ABC. Foi a primeira fábrica da Toyota erguida fora do Japão.

O centro de visitas também guarda um Corolla 1966, mas fabricado no Japão. A produção local do sedã começou somente em 1998, quando a empresa inaugurou a unidade de Indaiatuba (SP). O primeiro Etios fabricado no Brasil, em 2012, também pode ser visto no espaço recém-inaugurado. Outro destaque é um Prius semidesmontado, com a carroceria pendurada e a parte inferior (rodas, assoalho e motorização) presa sobre uma base inclinada.

No Brasil também há a intenção de atrair estudantes e a comunidade local, mas qualquer pessoa poderá agendar o passeio gratuito entrando no site da montadora e acessando o link do programa de visitas. De acordo com dados da prefeitura de São Bernardo do Campo, anualmente as fábricas locais recebem 3 mil visitantes vindos do exterior. As atividades na nova área da Toyota começam para valer em 2018, mas até o fim de 2017 haverá passeios em caráter de teste. O local também tem um auditório para 100 pessoas. Uma equipe terceirizada será a responsável por guiar os visitantes.

A unidade de São Bernardo do Campo emprega 1.465 funcionários. Entre os produtos que fabrica estão componentes de motor para o Etios brasileiro e também para os Camry e Corolla fabricados nos Estados Unidos, que terminaram em primeiro e terceiro lugares em 2016 entre os automóveis daquele mercado, com 338,6 mil e 380,5 mil unidades, respectivamente.


Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 16/08/2017
Mercado deve melhorar no segundo semestre, até por novas ações de varejo

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement
INOVAÇÃO | 15/08/2017
Indústria automotiva precisa abrir os olhos para novas formas de trabalhar
DE CARRO POR AÍ | 11/08/2017
Carro tem ingredientes para ser um sucesso da Renault
AUTOINFORME | 10/08/2017
Para meio ambiente, carro elétrico no Brasil não tem a mesma importância que na Europa
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
Negócios | 08/03/2017
Tecnologia faz parte da receita para sair da crise
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes