Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Comerciais | 07/08/2017 | 17h14

DAF supera 2 mil caminhões entregues no Brasil

Modelo extrapesado XF105 6x4 foi vendido à Transgobbi, de Santa Catarina
REDAÇÃO AB

Após quase quatro nos de operação de sua fábrica em Ponta Grossa (PR), a DAF superou a marca de 2 mil caminhões vendidos no Brasil. Este mês a unidade número 2.000 montada na planta paranaense foi entregue pela concessionária DAF Barigui à transportadora Transgobbi, com sede em Araquari (SC), que adquiriu um modelo topo de linha produzido pela marca no Brasil, o extrapesado XF105 6x4 de 510 cavalos e cabine Super Space, pintada de azul.

“A Transgobbi é nossa parceira há um bom tempo e conta com 15 caminhões DAF em sua frota. Fizemos questão de realizar a venda para eles dessa unidade tão especial”, diz Clóvis Mallmann, gerente de vendas da Barigui.

“Já são 2 mil caminhões DAF circulando por todo o Brasil. Isso mostra o quanto a marca vem crescendo a cada ano e como estamos conquistando o nosso espaço entre os tradicionais players do mercado”, comemorou Luís Gambim, diretor comercial da DAF Brasil. Apesar do início lento e do volume ainda baixo de vendas, a marca holandesa, que pertence ao grupo americano Paccar, é uma das poucas que tem conseguido crescer no mercado brasileiro este ano. De janeiro a julho passado foram emplacados 453 caminhões DAF no País, o que representou crescimento de quase 23% sobre o mesmo período de 2016. “Mesmo na crise seguimos aumentando nossa participação no segmento e ampliando nossas vendas”, acrescenta Gambim.

Tags: DAF, caminhões, XF105, Transgobbi, Barigui, fábrica Ponta Grossa, número 2.000.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência