Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Acordo entre Brasil e Colômbia beneficia setor automotivo
Novo ACE beneficiará setor automotivo no Brasil a partir de maior aproximação com a Colômbia (Foto: Washington Costa/MDIC)

Mercado | 24/07/2017 | 15h03

Acordo entre Brasil e Colômbia beneficia setor automotivo

Além de zerar alíquota de importação, haverá 100% de preferência para veículos

REDAÇÃO AB

Ao assinar na última sexta-feira, 21, em Mendoza, na Argentina, o Acordo de Complementação Econômica (ACE) entre Mercosul e Colômbia, que aprofunda as relações comerciais entre os países envolvidos, Brasil e Colômbia possibilitarão finalmente a entrada em vigor do novo acordo que beneficiará o setor automotivo. Um modelo do acordo foi firmado entre os dois países em abril deste ano (leia aqui), mas havia nascido em outubro de 2015 (leia aqui) e até agora não tinha avançado.

É fato que ainda não há informações sobre quando exatamente o acordo vai vigorar, o que segundo o MDIC, será em breve. O ministério aponta que o novo acordo beneficiará as exportações brasileiras “porque melhora as condições de acesso do Brasil ao mercado colombiano principalmente para produtos automotivos, têxteis e siderúrgicos”, informa em nota.

Além de zerar a alíquota de importação de veículos entre os dois países, o acordo prevê a concessão de 100% de preferência para veículos dos dois países, com cotas anuais crescentes, sendo 12 mil unidades para o primeiro ano, 25 mil no segundo e 50 mil veículos a partir do terceiro ano.

“A Colômbia é um excelente mercado para os veículos fabricados no Brasil devido à proximidade geográfica. Todas as empresas instaladas no Brasil, que possui a maior indústria automotiva da América do Sul e uma das maiores do mundo, vão ser beneficiadas com o acordo com a Colômbia”, afirmou o ministro do MDIC, Marcos Pereira. Ele também frisou que o novo acordo ainda proporcionará maior agilidade nas tomadas de decisão e vai colaborar para criação de um novo cenário para as relações econômicas e comerciais na região latino-americana.

INTERCÂMBIO COMERCIAL

Em 2016, as exportações brasileiras para a Colômbia cresceram 5,7% com relação ao ano anterior, para US$ 2,23 bilhões. No mesmo período, as importações da Colômbia diminuíram 23,7%, gerando um superávit de US$ 1,32 bilhão na balança comercial entre os países.

Do total das exportações brasileiras, 88% foi de produtos manufaturados, com destaque para os automóveis, com 5,5% de participação, pneumáticos com 4,5%, produtos laminados de ferro e aço com 3,5%, veículos de carga com 2,7%, autopeças para veículos e tratores com 2,3% e motores para automóveis e suas autopeças, com 2,1%.



Tags: Brasil, Colômbia, acordo, acordo automotivo, importação, exportação, MDIC.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência